Por pbagora.com.br

 A Secretaria Municipal de Educação, divulgou uma nota esclarecendo o incidente com uma criança de 3 anos no Centro de Referência em Educação Infantil (CREI), Margot Trindade, no Alto do Mateus.

De acordo com a secretaria, a criança teria saído da fila do lanche e, sem que os educadores percebessem, ela teria tentado subir em um armário e sofreu um acidente.

A criança recebeu atendimento imediato e foi conduzida pelo SAMU até o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.

Confira a nota na íntegra:

Sobre o incidente ocorrido na manhã desta quarta-feira (30), no Centro de Referência em Educação Infantil (Crei) Margot Trindade, no bairro do Alto do Mateus, a Secretaria Municipal de Educação faz os seguintes esclarecimentos:

 

1. Os profissionais que fazem a Rede Municipal de Ensino lamentam profundamente o incidente com o estudante de três anos. Mesmo acompanhado por professores e monitores da creche, o menino saiu da fila do lanche, sem que os educadores percebessem, e sofreu um acidente ao tentar subir em um armário da unidade ensino. A criança recebeu, imediatamente, os primeiros socorros, sendo conduzida pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) ao Hospital de Emergência de Trauma Senador Humberto Lucena, onde está internada.

 

2. O Crei Margot Trindade funciona nos dois turnos, atendendo 70 crianças do bairro do Alto do Mateus. Ao todo, 25 profissionais fazem o acompanhamento das turmas, sempre com a presença de um professor e de um monitor. O espaço também dispõe de berçário e da infraestrutura necessária para o atendimento às crianças, cumprindo com todas as recomendações exigidas pelo Ministério da Educação.

 

3. As aulas na unidade foram suspensas ainda no início da manhã desta quarta-feira (30) para que seja feita uma apuração sobre o ocorrido. A Secretaria da Educação está acompanhando de perto a evolução do quadro clínico do garoto e prestando toda assistência e apoio incondicional do poder público municipal a mãe da criança, que atua na Rede Municipal de Educação.

 

João Pessoa, 30 de setembro de 2015.

 

Redação com Secom JP

Notícias relacionadas

Opinião: Cícero Lucena bem que poderia resgatar João Pessoa da lama

O prefeito Cícero Lucena deveria se dar conta de que João Pessoa, uma cidade que caminha para um milhão de habitantes, precisa resolver com a máxima urgência o problema do…

MPF denuncia internautas da PB por comentários racistas contra baianos

O Ministério Público Federal (MPF) na Paraíba denunciou à Justiça Federal dois internautas, residentes em Santa Rita (PB) e João Pessoa (PB), por praticarem discriminação e preconceito de procedência nacional,…