Por pbagora.com.br

A CPT – Comissão Pastoral da Terra – divulgou nota denunciando a tentativa de assassinado praticada por César Carlos da Silva Anjos, esposo da Vice-Prefeita de Mogeiro, Maria Luiza Leonardo Lima Anjos, contra trabalhadores rurais. Segundo a CPT, ele atirou várias vezes de espingarda calibre 12 em posseiros de sua propriedade, fazenda Salgadinho, localizada no município de Mogeiro, Agreste da Paraíba, a 109 km de João Pessoa.

O fato ocorreu na tarde de sábado, dia 04 de abril de 2009. De acordo com a CPT, a família de Josinaldo Dias da Silva, a esposa Mariselma Oliveira de Santana e as duas crianças do casal, Amanda Oliveira da Silva, nove anos, e Mariana Oliveira da Silva, de apenas sete meses de vida, viveram momentos de terror.

A pastoral narra que tudo aconteceu por volta das 15horas de sábado. Segundo a CPT, César Carlos da Silva Anjos, armado de espingarda calibre 12 e acompanhado de mais três capangas, conhecidos pelos apelidos de “Zelito”, “Bujé” e Márcio, este último servidor da prefeitura de Mogeiro e que no momento dirigia o veículo VW CROSSFOX, cor preta, placa KKO 1791-PE, Ano 2007, chegaram à casa do casal e efetuaram diversos disparos de espingarda calibre 12 em direção a Josinaldo. No momento, Josinaldo trabalhava em uma plantação no roçado que fica na porta da sua casa da família.

A nota da CPT diz ainda que César Carlos da Silva Anjos chegou gritando e dizia que não queria “ plantação nenhuma ali” e que iria matar quem pegasse plantando na área.Quando o grupo se aproximou de Josinaldo, o capanga conhecido por “Zelito” apontou a espingarda calibre 12, de dois canos, e atirou. Mas a arma não disparou. E quando o capanga engatilhou a arma novamente, o outro comparsa conhecido por “Bujé” segurou a arma impedindo-o de atirar novamente.

As cenas foram presenciadas pelos trabalhadores Iranildo, José Hélio, José Adeildo, Cícero e Luiz Dias, que estavam perto do local.Eles entraram em contato com o Destacamento Policial de Mogeiro, tendo uma viatura comparecido ao local, por volta das 17 horas, mas nada falou com os trabalhadores.

Na manhã de ontem, dia 06 de abril, os trabalhadores, acompanhados do advogado da CPT, foram até a Delegacia de Polícia para denunciar o caso e pedir proteção e garantia de vida. Segundo os trabalhadores, durante o final de semana, os capangas “Zelito” “ Bujé” ficaram bebendo numa barraca próxima ao local e falaram que a ordem era para pegar e matar os posseiros.

O advogado da CPT, Noaldo Belo, compareceu à delegacia de Mogeiro, por volta das 11horas de ontem, conversou com o Delegado de Polícia, que inicialmente relutou em fazer o registro da ocorrência policial, alegando que era “legítima defesa da propriedade, pois havia uma decisão judicial”.

Mas, o advogado argumentou que a decisão não autorizava capangas a andar armados, nem a fazerem ameaças, nem a atirarem contra ninguém, em clara tentativa de homicídio. Dessa forma, ficou acordado que os trabalhadores voltarão a Delegacia de Mogeiro, nessa quarta-feira (8), às 10horas, para prestar e depoimentos e declarações. Segue nota na íntegra:

 

TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM MOGEIRO
César Carlos da Silva Anjos, esposo da Vice-Prefeita de Mogeiro, senhora Maria Luiza Leonardo Lima Anjos (PMDB), atirou várias vezes de espingarda calibre 12 em posseiros de sua propriedade, fazenda Salgadinho, localizada no município de Mogeiro, Estado da Paraíba.

Na tarde de sábado, dia 04 de abril de 2009, a família de Josinaldo Dias da Silva, sua esposa Mariselma Oliveira de Santana e as duas crianças do casal, Amanda Oliveira da Silva (9 anos) e Mariana Oliveira da Silva (7 meses), viveram momentos de terror quando, por volta das 15:00 horas, o senhor César Carlos da Silva Anjos, esposo da Vice-Prefeita de Mogeiro, senhora Maria Luiza Leonardo Lima Anjos (PMDB), armado de espingarda calibre 12 e acompanhado de mais 3 capangas, conhecidos pelos apelidos de “ZELITO”, “BUJÉ” e Márcio, este último servidor da prefeitura de Mogeiro e que no momento dirigia o veículo VW CROSSFOX, cor preta, placa KKO 1791-PE, Ano 2007, chegaram na casa do casal e efetuaram diversos disparos de espingarda calibre em direção a Josinaldo. No momento, Josinaldo trabalhava em uma plantação de roça, na porta da sua casa, localizada no interior da fazenda Salgadinho, município de Mogeiro, Estado da Paraíba.

O senhor César Carlos da Silva Anjos gritava que não queria “porra de plantação nenhuma ali” e que iria matar quem pegasse plantando na área. Quando o grupo se aproximou de Josinaldo, o capanga conhecido por ZELITO apontou a espingarda calibre 12, de dois canos, e atirou. Mas a arma não disparou. E quando ZELITO engatilhou a arma novamente, o outro capanga conhecido por BUJÉ segurou a arma impedindo-o de atirar novamente.

No momento, estavam próximo ao local e a tudo assistiram, os trabalhadores Iranildo, José Hélio, José Adeildo, Cícero e Luiz Dias. Os trabalhadores entraram em contato com o Destacamento Policial de Mogeiro, tendo uma viatura comparecido ao local, por volta das 17 horas, mas nada falou com os trabalhadores.

Na manhã de hoje, dia 06 de abril, os trabalhadores, acompanhados do advogado da CPT, foram até a Delegacia de Polícia para denunciar o caso e pedir proteção e garantia de vida, pois durante o final de semana, os capangas ZELITO E BUJÉ que ficaram bebendo na barraca de Dona Aparecida e seu Severino, falaram que a ordem era para pegar e matar. O advogado, por volta das 11:00 horas, conversou com o Delegado de Polícia de Mogeiro, Dr. Bruno, que inicialmente relutou para fazer o registro da ocorrência policial, alegando que era “legítima defesa da propriedade, pois havia uma decisão judicial”. Tendo o advogado argumentou que a decisão não autorizava a capangas a andar armados, nem a fazerem ameaças, nem a atirarem contra ninguém, em clara tentativa de homicídio. Assim, ficou acordado que os trabalhadores voltarão a Delegacia de Mogeiro, no próximo dia 08 de abril de 2009, por volta das 10:00 horas, para prestarem depoimentos e declarações.
 

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Site aponta JP como a capital do NE com alto nº de casos de infidelidade

O Ashley Madison, famoso site de relacionamentos extraconjugais, está observando um aumento em sua base de usuários desde o início das medidas de isolamento social propostas para frear a disseminação…

João anuncia pagamento da 1ª parcela do 13º dos servidores da ativa; saiba quando

O pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário dos servidores da ativa do Governo do Estado será efetuado no próximo dia 14. O anúncio foi feito pelo governador João…