Por pbagora.com.br

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Telefonia da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) inicia na próxima semana a prestação de contas dos investimentos realizados pelas operadoras de telefonia e internet banda larga no Estado.

Segundo o presidente da CPI, deputado João Gonçalves, uma sessão será realizada com as empresas para apresentar à população paraibana as melhorias no serviço. “Vamos pedir uma sessão para apresentar os primeiros investimentos após a CPI ter parado a investigação e entrar na fase de investimentos. Nós vamos ter a sessão para mostrar aquilo de positivo”, garantiu João.

O relator da CPI e vice-presidente da Assembleia, deputado Bosco Carneiro, explicou que os termos de compromisso assinados com as operadoras Tim, Vivo, Oi e Claro preveem investimentos de mais de R$ 200 milhões na Paraíba, revertidos na garantia de internet de banda larga em mais de 3 mil escolas públicas da Zona Rural e da Zona Urbana dos municípios paraibanos, além da melhoria e modernização do serviço. “Essa segunda fase da CPI, que foi prorrogada por mais seis meses, tem o objetivo de fiscalizar se realmente esses investimentos assumidos pelas operadoras foram realmente cumpridos. As operadoras virão à Assembleia para comprovar, através de documentos, fotografias e registros que esses investimentos foram feitos”, observou o relator da CPI.

Os resultados obtidos pela Comissão devem ser revertidos para a telefonia móvel de todo o Estado, onde o mau atendimento tem gerado prejuízo à população, segundo o deputado Bosco Carneiro. “Existem situações que causam prejuízos ao consumidor, além da má qualidade do serviço, mas efetivamente nós contribuímos para a melhoria porque em vários outros estados os investimentos foram feitos e aqui na Paraíba, apesar desse período de crise, estão sendo investidos mais de R$ 235 milhões”, disse o relator. Ele revelou ainda que a operadora TIM deverá ser a primeira empresa a prestar conta dos investimentos já realizados no setor. Também serão feitas visitas para verificar se realmente essas melhorias já estão acontecendo na Paraíba.

 

Assessoria

Notícias relacionadas

Inscrições para concurso da PMJP recomeçam nesta segunda

Nesta segunda-feira (19), a Prefeitura de João Pessoa reabre as inscrições do concurso público para área da saúde e administrativa com mais de 600 vagas. As inscrições poderão ser realizadas…

MPF pede prioridade de vacinação para tabajaras e índios não aldeados

O Ministério Público Federal (MPF) solicitou à Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba (SES-PB) e ao Distrito Sanitário Especial Indígena Potiguara (DSEI Potiguara) a vacinação contra a covid-19 para…