Por pbagora.com.br
 
 

O carnaval passou. Porém, os efeitos das aglomerações registradas no período ainda podem estar por vir. Embora o poder público tenha vetado a realização da festa, descumpridores dos protocolos de prevenção à covid-19 insistiram em não se proteger da doença. Segundo o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, essa conta pode chegar.

O secretário destacou que o sistema de saúde do estado tem adotado protocolos de aumento do números d eleitos já visando a primeira quinzena de março, quando, possivelmente, os números de pessoas contaminadas, decorrentes dos dias de carnaval, pode voltar a subir. “Aproximadamente 80 mil pessoas em Pitimbu, assim como, o cenário da praia de Pipa e a orla da Grande João Pessoa com aglomerações, além de bares, restaurantes, festinhas em casas de veraneio e apartamentos com 20 ou até 30 pessoas, preocupam”, analisou Medeiros.

A preocupação da Secretaria de Saúde são com os casos de pessoas cada vez mais jovens que têm apresentados sintomas e necessitado de internações. Geraldo Medeiros alerta que a população mais jovem tende a acreditar que não adoecem, no entanto, segundo ele, este é um cenário que está mudando. “Nós estamos observando que o perfil dos pacientes tem sido cada vez mais jovem. Então, esse é um alerta aos jovens, principalmente, àqueles com índice de massa corpórea acima de 30, que representa hoje o principal fator de comorbidade, a obesidade”, afirmou o secretário.

 

PB Agora

 
 
Notícias relacionadas

MPT emite nota técnica sobre prioridade em vacinação contra Covid-19 na PB

Recomendações são destinadas a órgãos da administração pública direta e indireta, unidades e serviços de saúde, empresas, pessoas jurídicas, conselhos de saúde. Objetivo é preservar a saúde e a vida…

VÍDEO: muro de prédio não aguenta pressão da água da chuva e cai, em JP

O muro de um prédio localizado no bairros dos Bancários, em João Pessoa, não aguentou a pressão da água da chuva e acabou caindo na manhã desta sexta-feira (26). A…