Por pbagora.com.br

A declaração do secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, ao classificar a manifestação dos comerciantes que querem retornar imediatamente ao trabalho de ‘carreata da morte’ ganhou repercussão na imprensa nacional nesta sexta-feira (27), no site O Antagonista.

“É a carreata da morte. Aglomeração de pessoas potencialmente infectadas ocasionará o aumento da circulação viral e aumento do número de infectados e mortes”, disse o secretário de Saúde.

O evento que segue o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro acontece, na tarde desta sexta-feira, em Campina Grande. Em João Pessoa, o ato foi marcado para a manhã deste sábado (28).

O Antagonista destacou também a forma como o deputado Marcelo Ramos, do PL do Amazonas, considerou a manifestação. Ele disse que “botaria fé” se o ato acontecesse com as pessoas se abraçando, principalmente os idosos, considerados do grupo de risco da transmissão do Covid-19.

 

Redação

Notícias relacionadas

Wilson Santiago destina R$ 1 milhão para construção de CEO em Sousa

Em breve a população de Sousa, no Sertão paraibano, deverá contar com um moderno Centro de Especialidades Odontológicas (CEO). O Centro será viabilizado através de uma parceria do deputado federal…

PB lança edital para contratação de restaurantes em 83 municípios

O Governo do Estado publicou, nesta sexta-feira (14), o edital de convocatória para as empresas do setor alimentício (restaurantes e similares) que desejam fornecer as refeições, do tipo quentinha, para…