A declaração do secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, ao classificar a manifestação dos comerciantes que querem retornar imediatamente ao trabalho de ‘carreata da morte’ ganhou repercussão na imprensa nacional nesta sexta-feira (27), no site O Antagonista.

“É a carreata da morte. Aglomeração de pessoas potencialmente infectadas ocasionará o aumento da circulação viral e aumento do número de infectados e mortes”, disse o secretário de Saúde.

O evento que segue o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro acontece, na tarde desta sexta-feira, em Campina Grande. Em João Pessoa, o ato foi marcado para a manhã deste sábado (28).

O Antagonista destacou também a forma como o deputado Marcelo Ramos, do PL do Amazonas, considerou a manifestação. Ele disse que “botaria fé” se o ato acontecesse com as pessoas se abraçando, principalmente os idosos, considerados do grupo de risco da transmissão do Covid-19.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPPB quer investigação sobre desmatamento na Mata Atlântica em Bayeux

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) determinou, nesta terça-feira (26/05), que a 5ª Delegacia Distrital de Bayeux, na Grande João Pessoa, instaure um inquérito policial contra um servidor público afastado…

Novo alerta de chuva segue até esta terça-feira na Paraíba

Mais chuva na Paraíba. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) renovou o alerta de acumulado de chuva para 105 cidades da Paraíba. O alerta saiu de laranja para amarelo e…