Por pbagora.com.br

Isolamento social. Quarentena. Pandemia. Expressões, antes incomum ao nosso convívio, mas que agora nos deparamos várias vezes ao dia. O novo coronavírus (Covid-19), que teve seu epicentro na China, atingiu o munto todo e já matou mais de 110 mil pessoas em mais de 100 países. Especialista alertam que mesmo não sendo contaminado pelo Covid-19, a saúde mental pode precisar de cuidados durante o período de locomoção restrita.

Ansiedade, depressão, TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) são patologias que podem vir a se agravarem, caso o indivíduo já possua esse quadro, mas que podem surgir naqueles que não foram diagnosticados.

Solidão, medo, incerteza, falta de informações precisas, falsas informações, e o longo tempo de espera por uma vida normal podem funcionar como gatilhos para uma doença psicológica.

De acordo com a psicóloga Hanna Suassuna, a quarentena causa um impacto brusco na rotina da população, pois parte dela está adaptada ao ritmo frenético do seu trabalho e atividades sociais, desta forma, não conseguem parar e ficar sem realizar suas atividades de rotina. “Gera muita ociosidade, inquietação e pensamentos negativos frequentes, como medo do futuro, de perder o controle, de ser contaminado e de pessoas próximas ficarem doentes, além do medo de morrer”, explicou a psicóloga.

Hanna alerta ainda que as relações familiares fiquem mais complicadas, devido os membros estarem tensos e fragilizados com a pandemia, e não conseguirem manter um diálogo saudável e descontraído.

Para evitar danos à saúde mental, Hanna Suassuna recomenda o controle de informações sobre a pandemia. para ela, é importante saber filtrar o que ler e a quantidade de tempo gasto com essas notícias. “Utilizar as redes sociais só como meio de aproximação com as pessoas que não pode ter contato físico, como familiares, amigos e colegas de trabalho”, argumentou.

Para a psicóloga, o ideal seria utilizar esse tempo de quarentena para cuidar das próprias necessidades, como reorganizar as prioridades, melhorar alimentação, movimentar o corpo, dormir bem e ter boas relações sociais. “Realizar atividades que tragam bem estar, como leituras diversas, assistir filmes e séries”, declarou Hanna.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Regras sanitárias do 1º Turno serão mantidas para o 2º Turno, alerta TRE-PB

Nada mudou. As regras para que o eleitor que votou no 1º Turno e que no próximo domingo irá novamente às urnas para eleger o prefeito de João Pessoa continuam…

Afastado do Tribunal de Contas da Paraíba há quase um ano, Arthur Cunha Lima pede aposentadoria

Afastado de suas funções do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), há quase um ano, o conselheiro, Arthur Cunha Lima, entrou com um pedido de aposentadoria na Previdência Social da…