Para ajudar no combate ao coronavírus na Paraíba, os deputados estaduais instituíram, no início desse mês de abril, uma doação de R$ 500, o equivalente a praticamente meio salário mínimo, por deputado, que será debitado do subsídio de cada parlamentar, para ser destinado à aquisição de materiais sanitários e hospitalares para a prevenção e combate à pandemia.

A doação, classificada como programa de incentivo à doação voluntária representa apenas cerca de 2% dos salários dos parlamentares, que em média recebem cerca de R$ 25,3 mil mensalmente. O valor resultará em R$ 18 mil de doação caso os 36 parlamentares da ALPB decidam participar do projeto. A doação, no entanto, não tem caráter permanente e subsistirá somente ao atendimento da situação emergencial exposta.

Com a postura, a Assembleia Legislativa do Estado deixa claro que não está disposta a cortar na própria carne para dar sua fatia de contribuição, como poder legislativo, no enfrentamento da crise que se instala por conta da doença, inclusive no setor econômico.

Ainda ontem, segunda-feira (20), por exemplo, o presidente da Assembleia, Adriano Galdino, emitiu uma nota pública deixando claro que a Casa não estava disposta a ceder a possíveis cortes no duodécimo da instituição, como sugerido pelo governador João Azevêdo (Cidadania). Na justificativa, o poder legislativo alega que os valores repassados pelo duodécimo já estariam comprometidos quase que integralmente, sobretudo por conta do congelamento dos valores nos últimos cinco anos.

Para a maioria do paraibano, que sobrevive com apenas R$ 1045,00 mensais, o que equivale a um salário mínimo, é difícil imaginar que o parlamento não possa reduzir o valor de seus subsídios mensais, que chegam a cifra de mais de 25 salários mínimos, ou praticamente um salário mínimo por dia, que é o valor que um trabalhador informal ganha para bancar todas as despesas com saúde, educação, moradia, alimentação, entre outros, durante todos os 30 dias do mês.

Nesse cenário, o PB Agora quer saber a sua opinião sobre os destinos dos recursos da Assembleia Legislativa da Paraíba e dos subsídios dos deputados. Você acredita que os salários dos parlamentares na Paraíba devam sofrer uma redução maior que R$ 500,00 para que seja dada uma maior parcela de contribuição no combate à Covid-19? Responda à enquete do portal e interaja dando sua opinião.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Covid-19: em dez dias, JP registra mais de mil casos da doença

Os registros diários de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus (Covid-19) ainda continua subindo na Capital paraibana após quase 60 dias de isolamento social. Em dez dias, segundo dados do Governo…

Após voltar à mira do Gaeco, RC faz live e reclama de perseguição; assista na íntegra

O ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) quebrou o silêncio que imperava nas suas redes sociais a cerca de um mês e neste sábado (23), através de uma live falou sobre as…