O corretor de imóveis Roberto Vicente Correia, preso na tarde da última sexta-feira (31), acusado de matar o radialista Joacir Filho, em um restaurante no Centro de Campina Grande, pode ter o registro profissional cancelado. A direção do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-PB) fará uma reunião nesta segunda-feira (01) para avaliar o caso.

Roberto poderá sofrer um processo administrativo disciplinar, a ser concluído num prazo de 90 dias, quando será julgado pela Comissão de Ética e Fiscalização Profissional (Cefisp) e Turma de Julgamento, que ao final – disponibilizado o princípio universal da ampla defesa e do contraditório – decidirá pela aplicação de sanção que pode ir de uma advertência ao cancelamento da inscrição junto ao Creci-PB.

Nesse período, o registro profissional dele também poderá ser suspenso.     

Imagens do circuito de segurança de um restaurante flagraram o momento em que o corretor sacou uma arma e atirou no peito do radialista, na noite da última sexta-feira (31), após uma discussão por motivo banal. Antes de cometer o crime o acusado havia pago a conta e abraçado a vítima.

 

PB Agora

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PB faz parceria com ONG internacional para Educação em Direitos Humanos

O Governo do Estado, por meio da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente Alice de Almeida (Fundac) e da Secretaria de Educação do Estado, com o Ministério Público Federal…

Mais de 2.600 cartões do Passe Legal foram bloqueados em setembro, em JP

Durante o mês de setembro, o sistema da biometria facial, que opera nos ônibus da capital, detectou a possibilidade de acesso irregular nos coletivos 83.628 vezes. Após verificação, ficou constatado…