O corpo de uma mulher, de aparentemente 30 anos, foi encontrado às margens da BR-230, na altura do km 45, em avançado estado de decomposição, na manhã desta quarta-feira (20), com a barriga dilacerada e um feto ao lado, que possivelmente foi arrancado de dentro da vítima.

O corpo foi encontrado por um ciclista que passava pelo local e  acionou a Polícia Rodoviária Federal (PRF). A mulher tinha em seus bolsos diversos preservativos, uma pequena faca, além de um cachimbo comumente utilizado para o consumo de droga.

Conforme relato policial, o pescoço da mulher estava enrolado com arame farpado e apresentava diversas perfurações na região da cabeça, o que indicariam disparos de arma de fogo.

Pela maneira como o corpo foi encontrado, a polícia acredita que a vítima tenha sido assassinada em outro local e desovada na rodovia.

De acordo com o delegado Diego Garcia, responsável pela investigação, a princípio, a informação seria de que a mulher teria sido vítima de atropelamento, mas, ao chegar ao local, constatou-se que havia um feto arrancado da barriga da mãe com uma faca.
A polícia acredita que a mulher era garota de programa por estar com preservativos no bolso, além de, possivelmente, usuária de drogas.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Brasil registra 15.927 casos confirmados da COVID-19 e 800 mortes

Já são 15.927 casos confirmados de coronavírus no Brasil. Nas últimas 24 horas o país registrou mais 2.210 novos casos confirmados de Covid-19. Na última terça-feira, o número era de…

UFCG desenvolve plataforma para análise de dados do Covid-19

Por meio de informações georreferenciadas, o sistema permite a visualização do quadro da pandemia no Brasil em níveis regional, estadual e municipal. O combate ao coronavírus ganhou mais um aliado…