Por pbagora.com.br

A Paraíba vai qualificar e capacitar cerca de dois mil gestores do Sistema Único de Saúde (SUS). Um convênio assinado nesta sexta-feira (17), na sede do Instituto Ageu Magalhães/ Fundação Osvaldo Cruz, no Recife-PE, pela secretária Executiva da Saúde Estadual, Lourdinha Aragão, possibilitará a inserção do estado no Curso Nacional de Qualificação para Gestores, dentro do Programa de Capacitação Gerencial para o SUS do Ministério da Saúde em parceria com a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz).

Criado pela Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGETS) do Ministério da Saúde, o programa tem o objetivo de qualificar até 110 mil profissionais até final de 2010. Na Paraíba, em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), o Governo do Estado quer ampliar as ações.

O Curso Nacional de Qualificação dos Gestores do SUS, no nível de aperfeiçoamento, tem como foco o desenvolvimento de capacidades para a gestão dos diferentes níveis do SUS, na perspectiva de formar equipes gestoras, referenciadas na regionalização da atenção à saúde.

Para operacionalizar este programa o Ministério da Saúde buscou a parceria da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) que propôs a realização deste curso de utilizando a metodologia à distância. Os estados têm participação fundamental através de seus centros formadores e escolas de saúde pública.

A secretária Executiva da Saúde Estadual, Lourdinha Aragão, disse que a iniciativa é muito importante para saúde pública paraibana, ?já que a determinação do governador José Maranhão é promover a reconstrução de nosso sistema de saúde. “Vamos apoiar essa iniciativa e estaremos ao lado da Universidade Federal da Paraíba, parceira nossa nessa ação”, destaca.

De acordo com Lourdinha Aragão, a intenção do Governo do Estado é reestruturar o Centro Formador da Paraíba (Cefor), dotando-o de condições necessárias para que seja transformado em escola de saúde pública. “Temos a absoluta certeza que iremos chegar a esse objetivo”, garante.

Certificação e Duração – O Curso terá certificação de aperfeiçoamento concedido pela Escola Nacional de Saúde Pública para os profissionais de nível superior ou da Escola Técnica Joaquim Venâncio para os de nível médio. Terá carga horária de 180 horas, sendo 156 horas realizadas a distância e 24 horas de forma presencial distribuídos em 6 meses.

Público-alvo – O público-preferencial não é restrito ao primeiro escalão dos gestores principais dos municípios ou estado (Secretários), mas qualquer nível de gestão dentro da estrutura do SUS. Cada aluno deverá se dedicar de 6 a 8 horas semanais aos estudos.

 

 

Secom

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Banhistas devem evitar sete trechos do litoral da PB neste final de semana

Banhistas paraibanos ou visitantes interessados em frequentar o litoral da Paraíba neste final de semana devem evitar sete trechos de praias, segundo a Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema).…

Janeiro Branco: em tempos de pandemia, CG reforça campanha pela saúde mental

Psicóloga Juliana Cunha Lima, primeira-dama, destaca importância do poder público assegurar apoio às pessoas carentes de ajuda profissional A Prefeitura de Campina Grande montou uma programação especial para a Campanha…