Por pbagora.com.br

 A Paróquia de Nossa Senhora de Lourdes, com o apoio das equipes de Liturgia, Encontro de Casais com Cristo (ECC), Encontro de Jovens com Cristo (EJC) e do Segmento de Adolescentes (SEGME), promove na sexta-feira, às 6h, a tradicional Via-Sacra das Igrejas, com uma caminhada de fé, com orações cânticos e louvores, por várias igrejas e capelas no Centro de João Pessoa.

O evento, que é realizado desde 1971, faz parte da programação religiosa da Semana Santa na Capital, e reúne centenas de fiéis na igreja matriz de Nossa Senhora de Lourdes, localizada na Rua das Trincheiras, para percorrer igrejas e capelas do Centro da cidade.

Durante a Via-Sacra, que sai da matriz de Nossa Senhora de Lourdes, às 6h, os fiéis vão visitar sete igrejas e seis capelas, localizadas no Centro, que vão representar os caminhos percorridos por Cristo em direção ao calvário para a crucificação, retornando depois ao ponto inicial. Cada igreja ou capela vai simbolizar uma das 15 estações.

Os fiéis vão seguir em direção à Igreja das Mercês, passarão pela Igreja de Nossa Senhora do Carmo, depois vão ao Mosteiro de São Bento. Em seguida, à Basílica de Nossa Senhora das Neves, de onde seguirão para a Igreja de São Francisco, e logo após para Igreja Santa Terezinha, no Bairro do Roger.

Da igreja Santa Terezinha, a Via-Sacra retorna com o seguinte percurso: Capela do Colégio João XXIII; Igreja Mãe dos Homens; Capela do Colégio Pio X; Capela do Hospital Santa Isabel, Capela do Colégio das Lourdinas; Capela Bom Pastor; Capela da Maternidade Cândida Vargas, finalizando na Matriz de Nossa Senhora de Lourdes, que representará a 15ª Estação, com encerramento previsto para às 11h.

O evento

A celebração da Via Sacra consiste na oração mental de acompanhar o Senhor Jesus em seus sofrimentos conhecidos como a paixão de Nosso Senhor, a partir do Tribunal de Pilatos até o Monte Calvário. Essa maneira de meditar e louvar teve origem no tempo das Cruzadas (século X). Os fiéis que peregrinavam na Terra Santa e visitavam os lugares sagrados da Paixão de Jesus continuaram recordando os passos da Via Dolorosa de Jerusalém.

Em suas pátrias, compartilharam esta devoção à Paixão. O número de 14 estações fixou-se no século XVI, como forma de simbolizar parte do caminho de Jesus durante sua vida terrena: do Monte das Oliveiras, onde no “horto chamado Getsemani” (Mc 14,32) o Senhor foi “presa da angústia” (Lc 22,44), até o Monte Calvário, onde foi crucificado entre dois malfeitores (ver Lc 23,33), e ao jardim onde foi sepultado em um sepulcro novo, escavado na rocha (ver Jo 19,40-42).

 

Ascom

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente da CMJP diz que obra da nova sede terá início assim que convênio for fechado

Nesta segunda-feira 918), o presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, vereador Dinho (Avante), declarou durante entrevista ao programa ‘Arapuan Verdade’, que as obras da nova sede da CMJP devem…

Taxa de ocupação de leitos covid no Sertão salta de 40% para 74% em cinco dias

A taxa de ocupação de leitos covid voltou a subir no Sertão da Paraíba. De acordo com o último boletim epidemiológico emitido nesta terça-feira (19) pela Secretaria de Estado da…