Por pbagora.com.br

Em busca de conhecer o ecossistema de tecnologia da informação de João Pessoa, uma comitiva dos Estados Unidos visitou a Secretaria de Ciência e Tecnologia (Secitec) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) para um diálogo sobre tecnologia da informação e data center. A comitiva estará em João Pessoa durante a semana, visitando instituições de fomento à tecnologia e visitou a pasta nesta terça-feira (15).

A comitiva é composta por três pessoas, sendo um brasileiro residente na Flórida, Lorenzo de Madrid, Linda Bawer, residente em Dallas e John Savageau, morador de Los Angeles, Califórnia. Eles chegaram ao Brasil com a missão de entender o ecossistema de tecnologia de vários Estados, além de entender como o poder público tem trabalhado políticas públicas com foco em tecnologia e voltadas para educação e governança pública.

Para Durval Ferreira, vereador licenciado e gestor da pasta, a visita mostra que João Pessoa está bem vista fora do país. “O interesse dos Estados Unidos pelo ecossistema paraibano mostra que estamos posicionados no mapa da tecnologia do país. Durante a reunião, também apresentamos os projetos da Secitec em busca de futuras parcerias”, explica Durval, que também é presidente do Conselho Administrativo do Extremotec.

Para o vice-diretor do Extremotec, o empresário Laércio Alexandrino, a visita “foi profícua para ambas as partes, pois permitiu uma troca de informações sobre iniciativas similares em outras cidades e países”.

Um dos componentes da comitiva, Lorenzo de Madrid, autor do livro “Smart City 3.0”, os projetos da Secitec estão em consonância com vários do mundo. “Os projetos como o Centro de Recondicionamento de Computadores são semelhantes a vários que já conheci pelo mundo. Eu mesmo tenho conhecimento de um na Colômbia. O lixo eletrônico é um problema mundial”, afirma Lorenzo, que é brasileiro residente na Flórida.

Participaram da formação, além do secretário de Ciência e Tecnologia do Município, Durval Ferreira, o representante da Serem, Adenilson Ferreira e o vice-presidente do Extremotec, Laércio Alexandrino.

Redação com Assessoria

Notícias relacionadas

Bruno questiona Estado por rebaixamento de CG para bandeira amarela

Através de sua conta na rede social Twitter, o prefeito Cunha Cunha Lima se manifestou, na noite deste sábado, 6, sobre o anúncio do Governo do Estado de que Campina…

LimpMax não paga funcionários e bairros de JP podem ficar sem coleta de lixo

Em julho do ano passado, a LimpMax, empresa sousense especializada na limpeza de resíduos sólidos, assinou contrato no valor de R$ 88 milhões com a Autarquia Municipal Especial de Limpeza…