Por pbagora.com.br

 No final da tarde desta sexta-feira (17), uma reunião técnica foi realizada em João Pessoa entre a Comissão Organizadora do Concurso para Servidores do Ministério Público da Paraíba e a equipe técnico-administrativa da Fundação Carlos Chagas (FCC), com o objetivo de discutir os últimos detalhes acerca da organização e aplicação das provas do concurso, que ocorrem neste domingo (19). A reunião foi realizada na sede da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ), do MPPB.

 

As 105 vagas do Concurso para Servidores do MPPB serão disputadas por 49.361 inscritos. Desse total, 27.699 são da Paraíba e 21.662 de outros estados. Além disso, 52,3% dos inscritos são homens e 47,7%, mulheres. A Fundação Carlos Chagas utilizará um total de 2.764 fiscais distribuídos em 41 locais de provas em três cidades paraibanas: João Pessoa, Cabedelo e Campina Grande. O gabarito preliminar será divulgado na terça-feira (21) e o resultado do certame está previsto para o final do mês de agosto.

 

Na reunião desta sexta-feira, participaram pela Comissão Organizadora o promotor de Justiça João Arlindo Corrêa Neto (presidente) e os servidores Marcos Vinícius Ferreira Cesário e Célia Maria Bezerra de Melo. A Comissão ainda é composta pelo promotor de Justiça José Leonardo Clementino Pinto e o servidor Ícaro Ramalho Dionísio.

 

Pela Fundação Carlos Chagas, empresa responsável pela organização e aplicação do concurso, participaram da reunião a presidente da instituição, Glória Maria Santos Pereira Lima, e os técnicos Josivan Dahmer (gerente de Projetos), Alessandra Yamamoto Raele (assistente de Planejamento) e Maria Regina da Veiga (técnica de Planejamento).

 

No domingo (19) – dia da aplicação da prova –, no período da manhã farão as provas os candidatos aos cargos de nível médio (técnico ministerial – suporte, técnico ministerial – web designer, técnico ministerial – sem especialidade e técnico ministerial – diligências e apoio administrativo). Os portões fecham às 8h30. À tarde, será a vez dos candidatos aos cargos de nível superior (desenvolvedor, administrador de redes, administrador de banco de dados, auditor de contas públicas, analista ministerial – medicina e analista ministerial – odontologia). Os portões serão fechados às 14h30. As remunerações variam de R$ 3,3 mil a R$ 4,9 mil.

 

O cargo com maior concorrência é o de analista ministerial – odontologia, com 633 candidatos por vaga. Em seguida vem o cargo de técnico ministerial – sem especialidade, com 500 candidatos por vaga. Em terceiro, o de analista ministerial – auditor de contas públicas, com 475 candidatos por vaga. Tanto a Comissão do Concurso quanto a FCC avaliam que o concurso deste domingo é o mais concorrido entre os Ministérios Públicos no Nordeste desde 2010.

 

Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Após suspeita de irregularidades, secretaria de Saúde de JP suspende vacinação em hospital

Nessa sexta-feira (22), o secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, anunciou que a vacinação no Hospital Nossa Senhora das Neves, na Capital, está suspensa. A decisão foi tomada…

MPPB requisita informações sobre aplicação das vacinas contra a covid-19 em hospital de JP

O Ministério Público da Paraíba requisitou que a direção do Hospital Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa, encaminhe, no prazo de 48 horas, informações sobre a vacinação contra a…