Por pbagora.com.br

Muitos comerciantes tem aproveitado a greve dos caminhoneiros para praticar preços abusivos em produtos indispensáveis para a população como o gás de cozinha.

Em Campina Grande, o botijão tem sido vendido até R$ 150,00. Ontem um comerciante foi preso , no bairro do Cruzeiro, , acusado de praticar crime contra ordem econômica e financeira.

Uma denúncia anônima dava conta de que ele estava vendendo botijões de gás a R$ 150. Um fiscal do Procon municipal esteve no local e, se passando por cliente, teve a confirmação do próprio comerciante sobre o valor do produto.

O comerciante também não tinha autorização para revender o gás, o que agrava ainda mais a situação dele.

O homem foi autuado em flagrante e pode pegar até 5 anos de prisão

PB Agora

Notícias relacionadas

Wilson Santiago destina R$ 1 milhão para construção de CEO em Sousa

Em breve a população de Sousa, no Sertão paraibano, deverá contar com um moderno Centro de Especialidades Odontológicas (CEO). O Centro será viabilizado através de uma parceria do deputado federal…

Justiça suspende vacinação de professores em JP; detentos devem vir primeiro

A Justiça Federal acatou o pedido dos MPs (MPPB e MPF) e suspendeu a vacinação contra a covid-19 dos profissionais de educação em João Pessoa. A imunização aconteceria neste final…