Por pbagora.com.br

Durante uma das suas primeiras ações como novo chefe do Executivo de João Pessoa, onde visitou o aterro sanitário da Capital e ouviu reivindicações dos profissionais que atuam na localidade, além de iniciar um levantamento sobre onde há acúmulo de lixo e outras demandas, o prefeito de João Pessoa Cícero Lucena (Progressistas) destacou o projeto iniciado em sua antiga gestão e os frutos que renderam após 16 anos.

De acordo com a avaliação do prefeito adequações serão realizadas, como a ampliação da coleta seletiva nas escolas públicas e será lançado também um projeto de reeducação da população quanto ao assunto, porém o que foi observado é que o projeto implantado por ele ainda é moderno e atual.

“Nós observamos que o projeto deixado há 16 anos ainda é moderno e atual. O projeto previa o funcionamento por 25 anos, ocorre que faltou, entre outros assuntos, a questão da educação ambiental, da ampliação dos locais de coleta e vamos retomar isso. Vamos cobrar da empresa e também ampliar a questão da coleta nas escolas para que a própria sociedade recupere esse tempo perdido”, declarou.

Após a vistoria, o prefeito teve um encontro com membros da Astramare, Associação de Catadores de Materiais Recicláveis, de quem ouviu pleitos e exposição de dificuldades, potencializadas nesse período de pandemia do Covid-19. A entidade reúne 176 trabalhadores, que retiram do lixo o material reciclável que é vendido aos processadores.

Os catadores receberam do prefeito Cícero Lucena o compromisso de buscar melhores condições de trabalho e maior rentabilidade com os recicláveis. O prefeito também viu a necessidade de levar ações sociais à categoria, como educação e qualificação profissional.

O prefeito estava acompanhado do vice-prefeito Léo Bezerra, do superintendente da Autarquia de Limpeza Urbana (Emlur) Ricardo José Veloso, secretário do Meio Ambiente, Welison Araújo Silveira, do secretário da Gestão Governamental, Diego Tavares, e o secretário de Comunicação Marcus Vinícius. Os vereadores Zezinho Botafogo e Emano Santos.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Morre jornalista Fernando Soares, em CG, vítima de complicações da Covid-19

Faleceu na tarde desta quinta-feira (14), em Campina Grande, o jornalista Fernando Soares. Ele tinha 53 anos e não resistiu as complicações causadas pela covid-19. O jornalista estava internado no…

Covid: por falta de oxigênio em hospitais do AM, JP receberá dez pacientes de Manaus

Na manhã desta quinta-feira (14), o estado do Amazonas comunicou a falta de oxigênio para pacientes internados em hospitais de Manaus. Após o anúncio e para atender solicitação do Ministério…