A Paraíba o tempo todo  |

Cerca de 400 mil lares brasileiros serão conectados à rede de fibra ótica, através da ANID

Estamos rompendo um paradigma na atual realidade da base
tecnológica brasileira – assim se expressou o presidente da ANID –
Associação Nacional para Inclusão Digital, Percival Henriques, ao
confirmar para a próxima segunda-feira, dia 18/06, o lançamento do
Projeto Nacional de Fibra Ótica em Domicílios. O evento acontecerá em
João Pessoa – PB, no Hotel Village, a partir das 14 horas, e vai
mobilizar cerca de 80 empresários, além de jornalistas e autoridades.

O
encontro terá como pano de fundo a assinatura de um convênio entre a
ANID e a multinacional chinesa Comba-Telecom, no valor de R$ 350
milhões, permitindo que ocorra no Brasil avanços no acesso da população
à rede de internet banda larga considerada ultra rápida.

“Lidamos com a
possibilidade de ampliar nosso raio de ação para mais de 400 mil
residências que nesse primeiro momento serão diretamente conectadas a
uma rede de fibra ótica, o que possibilitará uma grande quantidade de
serviços somente possível a partir dessa tecnologia”,acrescentou o
dirigente da ANID, cujos parceiros chineses são referências em mercados
como Estados Unidos, Rússia, Dubai,Tailândia,Hong Kong, Índia, Cingapura
e Suécia, pela credibilidade alcançada na fabricação e distribuição de
produtos na área de telecomunicações.

 

CONTEMPLANDO INICIALMENTE 413
CIDADES

A prioridade do trabalho desenvolvido pela Comba-Telecom visa
maximizar a eficiência das redes móveis com baixos custos, e esse tem
sido também o objetivo da ANID.

O maior exemplo dessa priorização é que
inicialmente serão contemplados 19 estados, através de 425 municípios em
todo país, sendo 69 na Paraíba, 18 em Alagoas, 55 na Bahia, 30 no Ceará,
2 em Brasília, 8 em Goiás, 42 em Minas Gerais, 34 em Pernambuco, 11 no
Rio de Janeiro, 12 no Paraná, 17 no Rio Grande do Norte, 48 em Santa
Catarina, 12 em Sergipe, 20 em São Paulo, e 36 no Rio Grande do Sul.

De
acordo com Percival Henriques, o projeto garantirá a instalação de fibra
ótica em mais de 400 mil domicílios, conectados por mais de 20 mil km de
fibra ótica nas diversas regiões brasileiras. Atualmente a rede alcança
de Fortaleza (CE) a Uruguaiana (RS) na fronteira entre Argentina e
Brasil.

 

NOVA ESTRUTURA BÁSICA DE DESENVOLVIMENTO

 

Vivemos hoje em um
Brasil que se depara com sérias indagações a respeito do que fazer para
alcançar o merecido crescimento pelas vias fundamentais. Se no governo
JK, que marcou os anos 50 e entrou para a história como divisor de águas
pela ousadia demonstrada investindo em ações desenvolvimentistas
arrojadas, faltava ao país uma rede de estradas, agora o mesmo Brasil se
depara com a necessidade de instalação de outra rede: a virtual,
contemplando a ampla maioria da população com serviços mais rápidos e
custos baixos.

“O símbolo maior dessa virada é a fibra ótica”, garante
Percival Henriques, presidente da ANID. Com o país necessitando de
redimensionamentos na estrutura básica existente, ele acrescenta: “O
mais sensato é investirmos na estrada virtual que precisamos montar em
todas as direções do país, de Norte a Sul. Não há outro caminho a
seguirmos que não seja a fibra ótica”.

Um dos planos atualmente
valorizados pela ANID objetiva a interiorização de parcerias que ampliem
as chances de massificação de seus serviços, sobretudo no interior do
Brasil, onde a associação para inclusão digital certamente ocasionará
crescente interesse por banda larga, tevê de alta definição, além do quê
todos esses serviços precisam ser disponibilizados a custo acessível à
maioria da população.

Para se ter um panorama nacional do fenômeno basta
conferir as ações que estão sendo promovidas pela ANID, em localidades
como Lavra de Mangabeira (CE) cidade que conta apenas com 6000
habitantes, áreas bem mais habitadas como a Zona Leste de São Paulo (SP)
e as comunidades interioranas de São João do Rio do Peixe e Juazeirinho
(PB). São realidades bem parecidas até mesmo pela questão do notório
empobrecimento de seus moradores, mas que confrontam diariamente com a
falta de assistência de atendimento adequado por parte das grandes
operadoras.

O dirigente da ANID defende que o processo de interiorização
desencadeará resultados altamente positivos, principalmente para os
diversos públicos que permanecem ilhados e com suas propostas
engavetadas. “Com a entrada no interior naturalmente o conteúdo local
será valorizado, através da adesão de profissionais como artistas e
repórteres, possíveis futuros donos de televisões. Essa nova realidade
que será instalada vai abrir cerca de 200 novas tevês a cabo, gerando
renda, maior produção cultural e a consequente capacitação do material
humano criativo que iremos encontrar”, registra Percival
Henriques.

 

ESFORÇO COLETIVO PARA ATRAIR PARCERIAS

 

A ANID vem
realizando um cronograma sistematizado de cursos em diversas regiões
(ver área de cursos no site www.anid.com.br) atendendo a uma demanda
existente e que requer qualificação. Trata-se de outra estratégia de
difusão da fibra ótica no país, que vem transpondo barreiras no sentido
da superação do embate com as grandes operadoras.

Após cinco anos de sua
fundação, tendo como sede a cidade de João Pessoa (PB) uma capital
nordestina historicamente carente de atenções básicas e propostas
inovadoras, a ANID vem aglutinando durante esse tempo recorde de
funcionamento e êxitos, mais parceiros. Agora é a vez da equipe que
dirige a Comba-Telecom e provavelmente os contatos com o
governo
federal, através do Ministério das Comunicações, dará retornos em forma
de propostas conjuntas contempladas ainda para esse ano.

 

Mais
informações no site da ANID: www.anid.com.br ou pelo telefone: (83)
3513-5362.

 

Ascom

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe