O portal Paraíba Já realiza um protesto na noite desta segunda-feira (10) após sofrer ataques por parte dos vereadores de Conde, devido a repercussão de uma das reportagens da série intitulada "Pra onde foi a grande?" que trata sobre gastos com diárias. Um dos parlamentares, Josélio Jogador, chegou a ameaçar prestar um Boletim de Ocorrência contra a editora do portal, Edilane Ferreira.

A capa do portal estampava em todos os principais espaços os dizeres: "Este é o jornalismo que a Câmara de Conde quer". As afirmações são em alusão a uma espécie de censura que os vereadores incitam com assédios jurídicos e ataques pessoais. 

Durante a sessão, o presidente da Casa Cícero Leite, o vereador Carlos Manga Rosa, chegou a sugerir ações judiciais contra o portal para que os vereadores tenham direito de resposta. Espaço este que nunca fora negado, conforme Edilane.

A editora reforça que os dados publicizados nas reportagens são todos de cunho público, disponíveis no Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres), do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). E que as publicações dos vereadores em datas que deveriam estar em eventos por capitais nordestinas são indícios, reforçando que o portal não faz juízo de valor, nem tem cunho judiciário.

 

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Moacir Rodrigues admite deixar PSL se Bolsonaro sair da sigla

O deputado estadual Moacir Rodrigues, do PSL, admitiu, pela primeira vez, durante entrevista nesta terça-feira (14), a possibilidade de deixar os quadros do PSL paraibano, todavia, condicionou a medida à…

Desembargador determina novas buscas e apreensões no caso da Operação Calvário

O desembargador Ricardo Vital de Almeida determinou a expedição de novo mandado de busca e apreensão, com afastamento de sigilo telemático, no bojo da Operação Calvário, com a finalidade de…