O escritório de advocacia contratado pela mulher que acusa o jogador Neymar de estupro rescindiu o contrato com a cliente alegando que ela havia relatado para os advogados que havia sofrido uma agressão, mas não mencionou estupro.

Segundo as alegações do escritório Fernandes e Abreu Advogados, a mulher relatou a eles que “a relação mantida com Neymar Jr. foi consensual, mas que durante o ato ele havia se tornado uma pessoa violenta, agredindo-a, sendo esse o fato típico central (agressão) pelo qual ele deveria ser responsabilizado cível e criminalmente”. O escritório divulgou o documento da rescisão do contrato.

No documento, o escritório afirma ter feito uma reunião com representantes de Neymar na última quarta-feira (29). “Feito o primeiro contato com os representantes do agressor, por intermédio de uma reunião realizada em 29/05/2019, foi rechaçada qualquer possibilidade de acordo extrajudicial na esfera cível por parte dos representantes de Neymar Júnior, que menosprezaram o ocorrido, lamentavelmente.”

Neymar é intimado a depor após divulgar fotos íntimas de mulher que o acusa de estuproJornal Nacional00:00/11:26

G1

(Foto: LOIC VENANCE/AFP)


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Segurança fará novas operações na segunda quinzena de outubro

As ações contra roubos, homicídios, tráfico de drogas e outros crimes devem ser intensificadas nesta segunda quinzena de outubro, com o aumento das operações preventivas realizadas pela Polícia Militar. O…

Em Teixeira: acusado de matar namorada é encontrado morto

O jovem Douglas Alves de Sousa, 21 anos, suspeito de assassinar a namorada de 16 anos, na cidade de Teixeira, na noite de ontem, segunda-feira (14), foi encontrado morto nesta…