O escritório de advocacia contratado pela mulher que acusa o jogador Neymar de estupro rescindiu o contrato com a cliente alegando que ela havia relatado para os advogados que havia sofrido uma agressão, mas não mencionou estupro.

Segundo as alegações do escritório Fernandes e Abreu Advogados, a mulher relatou a eles que “a relação mantida com Neymar Jr. foi consensual, mas que durante o ato ele havia se tornado uma pessoa violenta, agredindo-a, sendo esse o fato típico central (agressão) pelo qual ele deveria ser responsabilizado cível e criminalmente”. O escritório divulgou o documento da rescisão do contrato.

No documento, o escritório afirma ter feito uma reunião com representantes de Neymar na última quarta-feira (29). “Feito o primeiro contato com os representantes do agressor, por intermédio de uma reunião realizada em 29/05/2019, foi rechaçada qualquer possibilidade de acordo extrajudicial na esfera cível por parte dos representantes de Neymar Júnior, que menosprezaram o ocorrido, lamentavelmente.”

Neymar é intimado a depor após divulgar fotos íntimas de mulher que o acusa de estuproJornal Nacional00:00/11:26

G1

(Foto: LOIC VENANCE/AFP)


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vítima morre ao cair de moto durante acidente em Soledade

Uma pessoa morreu, na cidade de Soledade, após cair de moto no km 214 da BR-230, nesse domingo (12). De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, o condutor da…

Linhas de ônibus voltam a funcionar e frota sobe para 45% em CG

A Prefeitura de Campina Grande, através da STTP, informou que desde a manhã desta segunda-feira, 13, estarão em circulação na cidade 79 ônibus para atendimento à população. De acordo com…