Reunida nessa quinta-feira (12), em sessão ordinária, a Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, sob a presidência do recém empossado conselheiro do TCE-PB, Antonio Gomes Vieira Filho, julgou 46 processos de prestações de contas anuais. Foram quatro Câmaras Municipais, todas relativas ao exercício 2018. E ainda, processos de inspeção em obras públicas, licitações, denúncia, pensões e de aposentadorias.

A 1ª Câmara do TCE-PB, após exame do processo de inspeção de obras sob nº 08562/09, de relatoria do conselheiro Antonio Gomes, decidiu, à unanimidade, pela imputação de débito, no valor de R$ 18 mil, ao ex-prefeito de Picuí, Rubens Germano Costa. A decisão se deu após parte de despesas com um total de oito obras haver julgada irregular. Os autos, no mesmo processo, relativos à construção de 70 casas serão encaminhados à representação do Tribunal de Contas da União, na Paraíba, por envolver utilização de recursos federais.

Contas aprovadas – O órgão colegiado votou pela regularidade das prestações de contas das Câmaras de Vereadores de Zabelê, Araçagi e Logradouro. E aprovou com ressalvas as da Câmara Municipal de Caldas Brandão.

Após análise do processo 06757/18, foi julgado regular o pregão presencial 03/2018, da prefeitura de Pitimbu, destinado a aquisição de combustíveis. E concedeu prazo de 30 dias para a prefeitura de Princesa Isabel efetuar correções, sugeridas pela auditoria, em procedimento (pregão presencial 05/20219), com idêntico objetivo.

O mesmo prazo, de um mês, foi concedido para a Prefeitura de Rio Tinto apresentar documentos acerca de denúncia, formulada à Corte, sobre suposta irregularidade em contratações precárias de pessoal em detrimento de aprovados em concurso público promovido pelo município. Os autos, no caso, compõem o processo 18038/19.

O colegiado apreciou, ainda, recursos de verificação de decisões anteriores da Corte e dezenas de processos referentes a pedidos de aposentadorias e pensões de servidores públicos e/ou seus dependentes.

A sessão nº 2816 marcou a estreia, como presidente da 1ª Câmara do conselheiro Antonio Gomes Vieira Filho. Além dele, participaram da sessão o conselheiro Fernando Rodrigues Catão e o conselheiro substituto (convocado à titularidade) Renato Sérgio Santiago Melo. Pelo Ministério Público de Contas, atuou a subprocuradora geral Isabella Barbosa Marinho Falcão.

PB Agora com informações do TCE

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bebê de dois meses morre asfixiada em João Pessoa

Tragédia na Capital. Uma bebê de apenas dois meses morreu asfixiada após ser amamentada. Ela morava com a família no residencial Irmã Dulce, bairro Colinas do Sul, em João Pessoa.…

Hospital de Aroeiras é interditado eticamente pelo CRM-PB

O Hospital Municipal Doroteia Marques de Aguiar, na cidade de Aroeiras, a 180 km de João Pessoa, foi interditado eticamente pelo Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), após fiscalização…