Por pbagora.com.br

Em meio à prisão ocorrida ontem (05) de 11 dos 19 vereadores da cidade de Santa Rita, além dos escândalos investigados na Operação Xeque-Mate, em Cabedelo, cidade que também, faz parte da região metropolitana de João Pessoa, eis que surge mais um fato inusitado, para não se dizer preocupante, dessa vez da cidade de Bayeux.

É que apesar da crise que tem reverberado em todas as cidades brasileiras, a Câmara Municipal do referido município, autorizou, no mês de setembro de 2019, o empenho de R$ 17.000,00 por serviços com a pintura do prédio do onde funciona o parlamento da cidade. O detalhe fica por conta da dispensa da licitação.

Vale ressaltar que a edificação não teria mais que 22x20m².

Confira:

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Paraíba registra aumento no número de MEIs em 2020 durante pandemia

Com a pandemia e, consequentemente, a crise econômica que ocasionou perdas de emprego  e reduções de salários, o número de microempreendedores individuais (MEIs) cresceu na Paraíba. Enquanto que em 2019…

CG: MPPB e MPF recomendam revogação de artigo de decreto que libera eventos

O Ministério Público, através dos seus ramos Federal (MPF) e do Estado (MPPB), expediu recomendação, nessa quarta-feira (25/11), ao Município de Campina Grande para que , seja revogado o artigo…