Por pbagora.com.br

Na atual legislatura, a sessão especial da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) mais prestigiada pelos parlamentares da Casa foi realizada na manhã desta segunda-feira (6), quando o Poder Legislativo homenageou os profissionais da imprensa em evento alusivo ao ‘Dia do Jornalista’ (comemorado oficialmente nesta terça-feira – 7).

Treze vereadores estavam em plenário: Sandra Marrocos (PSB), autora do requerimento da sessão especial, Jorge Camilo (PT), Geraldo Amorim (PDT), Bruno Farias (PPS), Tavinho Santos (PTB), Raíssa Lacerda (DEM), Raoni Mendes (PDT), Benílton Lucena (PT), Bira (PSB), Fernando Milanez (PMDB), Pastor Edmílson (PRB), João Corujinha (PSDC) e Eliza Virgínia (PPS).

A mesa da sessão especial alusiva ao ‘Dia do Jornalista’ foi presidida por Sandra Marrocos e secretariada por Jorge Camilo, com a participação do jornalistas Lívia Karol (secretária da Comunicação da Prefeitura Municipal de João Pessoa – PMJP), Angélica Lúcio (editora-geral do Jornal da Paraíba), Marcela Sitônio (diretora de Jornalismo da Assembléia Legislativa da Paraíba e vice-presidente da Associação Paraibana de Imprensa – API)), Land Seixas (presidente do Sindicato dos Jornalistas da Paraiba), Jorge Rezende (secretário da Comunicação da Câmara Municipal de João Pessoa – CMJP) e Pedro Nunes (chefe do Departamento de Comunicação – Decom – da Universidade Federal da Paraíba).

Na ocasião, aconteceu uma homenagem aos jornalistas Gonzaga Rodrigues, Maria José Limeira e Carlos Aranha, além de uma homenagem póstuma ao jornalista Luiz Augusto Crispim, falecido recentemente.

Liberdade e diploma

As principais temáticas discutidas pelos profissionais foram sobre a liberdade de expressão, a exigência do diploma para exercer a profissão de jornalista, a Lei de Imprensa e as demissões em massa que ocorreram nos Diários Associados no estado.

O secretário da Comunicação da Câmara, Jorge Rezende, destacou a melhoria do ambiente das redações com a crescente inclusão das mulheres “tornando um clima mais leve e dando um salto de qualidade”, a falta de intercâmbio entre as gerações – “uma redação mais heterogênia” – e solicitou da Associação Paraibana de Imprensa e do Sindicato da categoria para criarem “formas de dar mais amparo” aos profissionais da área. “Têm colegas em dificuldades financeiras e passando por problemas de saúde. Temos de pensar num trabalho para dar assistência aos colegas”.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas incluiu nas discussões a questão dos baixos salários da categoria e enfatizou que “a regulamentação da profissão corre riscos e tem que se discutir a Lei de Imprensa”. Ele aproveitou o momento para solicitar dos vereadores uma sessão especial com o pessoal dos Diários Associados para discutir acerca das demissões ocorridas no jornal O Norte.

Angélica Lúcio, editora-geral do Jornal da Paraíba, também enfatizou a regulamentação da profissão. “Se não é para ter diploma para jornalista, não é para ter diploma para nada. Dizem que o médico precisa de diploma porque mexe com a vida. E se alguém escrever uma calúnia de forma irresponsável sobre alguém? Será que não vai mexer com a vida dessa pessoa também?”, questionou.

Dinâmica própria

O chefe de Departamento do Curso de Comunicação da UFPB defendeu que a formação dos jornalistas precisa ser redimensionada. “O Curso de Comunicação se transforma através de sua dinâmica própria O profissional precisa ter compromisso com a sociedade, sempre em sintonia com o movimento social; a informação como a interpretação da sociedade”, afirmou.

Os vereadores destacaram que os jornalistas são uma ponte entre o Legislativo a sociedade. “São nossos colegas. Muitas vezes comentam os fatos conosco. Escutando as reivindicações da população e analisando as informações dadas a ela”, lembrou Raíssa Lacerda. “Precisamos que a nossa mensagem seja passada para a população e esses profissionais nos possibilitam a reflexão”, inferiu Benilton Lucena.
 

 

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vai faltar água em cinco localidades de JP nesta quarta, diz Cagepa

Manutenção da Energisa interrompe abastecimento d’água em cinco localidades de João Pessoa A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) vai interromper, a pedido da Energisa, o abastecimento de…

Secretário de Saúde da PB denuncia perfil falso nas redes sociais

O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, denunciou durante entrevista à emissora de rádio de João Pessoa que um perfil falso foi criado com o seu nome na rede…