Por pbagora.com.br

Quatro denunciados na Operação Calvário terão que se manifestarem sobre o descumprimento das regras de uso das tornozeleiras eletrônicas, no que diz respeito à violação às limitações geográficas impostas. A determinação foi do desembargador Ricardo Vital de Almeida.

Foram notificados a ex-secretária de Saúde do Estado Cláudia Veras, o empresário Bruno Miguel Teixeira de Avelar Pereira Caldas, o advogado Francisco das Chagas Ferreira e o empresário Vladimir dos Santos Neiva.

As explicações dadas pelos denunciados serão encaminhadas ao Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (Gaeco/MPPB) para a emissão de pareceres. O próximo passo será retornarem ao desembargador Ricardo Vital, que pode inclusive decretar a prisão dos mesmos.

O desembargador Ricardo Vital determinou o uso do equipamento após decisão do Superior Tribunal de Justiça de mandar soltar os investigados da Operação Calvário.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ações e projetos de Wilson Filho estimulam doação de sangue 

Nesta quarta-feira (25), celebra-se o Dia Mundial do Doador de Sangue. O deputado estadual Wilson Filho (PTB-PB), que tem diversos projetos de leis e ações que incentivam esta prática, aproveitou…

Mesmo proibido por decreto, Manaíra Shopping anuncia ampliação do horário de funcionamento

Shoppings, comércio e transportes públicos em João Pessoa estão tendo, na teoria,  que funcionar de forma diferenciada durante esse período de pandemia, com horários menores e protocolos de higiene tendo…