Quatro denunciados na Operação Calvário terão que se manifestarem sobre o descumprimento das regras de uso das tornozeleiras eletrônicas, no que diz respeito à violação às limitações geográficas impostas. A determinação foi do desembargador Ricardo Vital de Almeida.

Foram notificados a ex-secretária de Saúde do Estado Cláudia Veras, o empresário Bruno Miguel Teixeira de Avelar Pereira Caldas, o advogado Francisco das Chagas Ferreira e o empresário Vladimir dos Santos Neiva.

As explicações dadas pelos denunciados serão encaminhadas ao Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (Gaeco/MPPB) para a emissão de pareceres. O próximo passo será retornarem ao desembargador Ricardo Vital, que pode inclusive decretar a prisão dos mesmos.

O desembargador Ricardo Vital determinou o uso do equipamento após decisão do Superior Tribunal de Justiça de mandar soltar os investigados da Operação Calvário.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Criminosos usam nome de secretário Geraldo Medeiros para golpe

Diante da necessidade que a população de obter informações sobre as medidas de prevenção do novo coronavírus, os criminosos usaram o nome do secretário de Saúde Geraldo Medeiros para aplicar…

Paraíba tem 10 casos confirmados de Covid-19; 7 em João Pessoa

Em boletim divulgado no final da tarde desta sexta-feira (26), a Secretaria de Estado da Saúde confirmou que a Paraíba possui agora 10 casos positivos para Covid-19. Dentre as amostras…