Por pbagora.com.br

O presidente Jair Bolsonaro voltou atrás e revogou a MP que permitia a suspensão do trabalho por quatro meses. O anúncio foi feito pelas redes sociais. O presidente Jair Bolsonaro havia assinado medida provisória que permitia a suspensão de contratos de trabalho por até quatro meses durante o período de calamidade pública no país, que entrou em vigor na última sexta-feira, 20, devido à pandemia de coronavírus.

A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União na noite de domingo, 22. Segundo a MP, a suspensão dos contratos não dependeria de acordo ou convenção coletiva. De acordo com o texto, os acordos individuais entre patrões e empregados estariam acima das leis trabalhistas, desde que a Constituição Federal não fossea descumprida. No período de validade da MP, o empregador não pagaria o salário e o empregado deixaria de trabalhar.

 

Redação com Veja

 

Notícias relacionadas

Semob-JP libera circulação de taxistas na faixa exclusiva de ônibus

A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP) autorizou a livre circulação de taxistas nas faixas exclusivas de ônibus, mesmo quando estiverem sem passageiros. A medida foi publicada no Semanário Oficial…

Covid: Paraíba confirma 999 novos casos e 21 mortes nas últimas 24h

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, nesta quarta-feira (05), 999 casos de Covid-19. Entre os confirmados hoje, 81 (8,1%) são casos de pacientes hospitalizados e 918 (91,89%) são…