Por pbagora.com.br

Durante a live da noite da última quinta-feira, 20, Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que o deputado Hélio Lopes (PSL-RJ) deu uma “queimadinha” porque “demorou para nascer”.

Bolsonaro estava ao lado do novo ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, quando chamou o político para aparecer na transmissão ao vivo. Enquanto comentava sobre o aumento da verba destinada a soldados para o pagamento de diárias, o presidente perguntou a Lopes um exemplo de comida do cardápio do Exército.

No fim, Jair soltou o seguinte comentário racista, aos risos: “O negão é o Hélio, hein. Meu irmão que demorou para nascer. Demorou 10 meses para nascer. O Hélio deu uma queimadinha. Deu uma queimadinha no Hélio aí. Senão, ele seria a minha cara”.

O deputado, por sua vez, apenas deu um sorriso discreto antes de se retirar da live.

Assista ao momento abaixo a partir dos 12 minutos:

Racismo é crime

Racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89 e deve sempre ser denunciado, mas muitas vezes não sabemos o que fazer diante de uma situação como essa, nem como denunciar, e o caso acaba passando batido.

Para começar, é preciso entender que a legislação define como crime a discriminação pela raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional, prevendo punição de 1 a 5 anos de prisão e multa aos infratores.

A denúncia pode ser feita tanto pela internet, quanto em delegacias comuns e nas que prestam serviços direcionados a crimes raciais, como as Delegacias de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), que funcionam em São Paulo e no Rio de Janeiro.

No Brasil, há uma diferença quando o racismo é direcionado a uma pessoa e quando é contra um grupo. Saiba mais como denunciar e o que fazer em caso de racismo e preconceito.

Fonte: Catraca Livre

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Governo da PB garante pagamento do Garantia Safra para mais de 53,6 mil agricultores familiares

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Agricultura Familiar e Desenvolvimento do Semiárido, realizou o pagamento do aporte ao Programa Garantia Safra. O valor do aporte como contrapartida…

Temer aceita convite de Bolsonaro para chefiar missão no Líbano

O ex-presidente Michel Temer aceitou o convite de Jair Bolsonaro para chefiar a missão humanitária no Líbano, após o país sofrer com a explosão do porto de Beirute, na semana…