Por pbagora.com.br

Moradores que não tiveram direito ao benefício social do Programa do governo Federal ‘Minha Casa Melhor’, estão arrombando apartamentos dos beneficiários e roubando eletrodomésticos.

É o que estão denunciando moradores de comunidades carentes de João Pessoa, como o condomínio popular Irmã Dulce, no bairro Colinas do Sul I, zona Sul da Capital.

 

Diante disso, a polícia e a Associação Comunitária registram constantemente uma série de confrontos e troca de acusações entre os moradores. O caso mais recente ocorreu na manhã desta quinta-feira (19).

 

Segundo José Cesário (vice-presidente do Irmã Dulce), uma série de arrastões e saques ocorrem em plena luz do dia, desde o último domingo (15). Diversos moradores tiveram seus apartamentos invadidos pelos vizinhos excluídos do programa federal, conforme denúncias. “Já virou rotina. As pessoas saem para trabalhar e quando retornam, falta algum objeto. São eletrodomésticos comprados pelo programa e aqueles que não foram beneficiados invadem e roubam. Portas e janelas são quebradas para os saqueadores terem acesso aos imóveis”, relatou.

 

Cesário informa ainda que “os moradores flagram os grupos carregando os objetos e não podem fazer nada. Roubam tudo o que conseguem”.

 

A entidade não tem o número contabilizado de apartamentos arrombados, mas garante que as ações criminosas ocorrem diariamente. O Portal Correio entrou em contato com alguns dos moradores e eles confirmam que “a violência no condomínio popular está mudando a rotina da população. Muitos trabalhadores estão com medo de deixar a casa fechada”, como diz uma pessoa que não quis se identificar.

 

De acordo com informações do 5º Batalhão da Polícia Militar, o policiamento no local é intensificado para garantir a segurança dos moradores e combater os roubos no condomínio popular.

Redação

Notícias relacionadas

MPF entra com ação para regularizar moradias de 522 famílias ciganas que vivem em Sousa

O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou ação para que seja declarada a usucapião coletiva dos imóveis possuídos por quatro comunidades ciganas, em Sousa, cidade localizada no Sertão paraibano, distante 432 km da…

Bruno e os 100 dias: PMCG avança na Educação Inclusiva

Coordenação do Atendimento de Educação Especial trabalha para ampliar ações nesta área Nesta quarta-feira, 14 de abril, o Brasil lembra o Dia Nacional de Luta pela Educação Inclusiva. A data…