Por pbagora.com.br

Após realizarem uma Assembleia virtual, os bancários de todo o país aceitaram as propostas negociadas com os bancos. Com isso, fica afastada, ao menos por enquanto, a possibilidade de greve na Paraíba.

A decisão — que começou às 20h de domingo (30) e se estendeu até a madrugada desta terça-feira (1º) — fecha consenso para o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) deste ano, incluindo as questões específicas da Caixa Econômica Federal. Um dos principais itens da pauta de reivindicações dos empregados da Caixa que ficou assegurado é a garantia de assistência à saúde acessível a todos os bancários da estatal, inclusive para 174 trabalhadores com deficiências e outros cerca de dois mil aprovados no concurso de 2014 (admitidos a partir de 2018) que nunca foram incluídos pela direção do banco no Saúde Caixa.

Ficou acordado também um aumento salarial de 1,5% e reposição da inflação (estimada em 2,74%) sobre outros direitos, como vales alimentação e refeição e auxílio-creche. Um abono salarial será pago até o final deste mês. Para 2021, o acordo firmado garante a reposição do INPC acumulado no período (de 1º de setembro de 2020 a 31 de agosto de 2021) e aumento real de 0,5% dos salários e vales (alimentação e refeição) como também dos valores fixos e tetos da Participação nos Lucros e Resultados (PLR).

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Passagem molhada ameaça desabar em Bayeux e MP pede interdição

O Ministério Público da Paraíba ajuizou uma ação civil pública com pedido de liminar para obrigar a Prefeitura de Bayeux a interditar a passagem molhada construída, irregularmente, sobre o Rio…

Incêndio destrói casa na comunidade do Aratu, em João Pessoa

Um incêndio destruiu uma casa na comunidade do Aratu, no bairro de Mangabeira 8, em João Pessoa. De acordo com as informações os moradores do local não estavam na casa…