Por pbagora.com.br

A Fábrica da Alpargatas em Campina Grande teve parte dos seus serviços suspensos por conta da greve dos caminhoneiros. A informação é da própria empresa, que relatou dificuldades em dar andamento ao serviço por conta do atraso na entrega da matéria prima.

Por meio de nota à imprensa, a unidade relatou os problemas, ressaltando acreditar que se trata de algo temporário.

“A Alpargatas necessita receber matéria-prima para as fábricas operarem normalmente. Em alguns casos, como o de Campina Grande, já começa a sofrer com desabastecimento. Por isso, desde essa segunda (28), houve uma redução, momentânea, da produção em algumas unidades industriais. Tão logo a greve dos caminhoneiros termine e as matérias primas sejam recebidas, a empresa retomará a produção normal, retornando ao patamar de antes da greve. A companhia enfatiza que não haverá redução definitiva da produção: é apenas algo temporário”, disse.

Segundo informações, os funcionários estão em casa, até que os problemas com desabastecimento terminem. 

Na Paraíba, a greve dos caminhoneiros já começa a perder força, neste nono dia de manifestação. A expectativa é que até o final de semana a normalidade seja restabelecida.

 

PB Agora

Notícias relacionadas

PMJP presta apoio às famílias atingidas pelas fortes chuvas

A capital paraibana vem sendo atingida por fortes chuvas nos últimos dias, chegando a um volume de 250 mm em apenas 24 horas. A Prefeitura de João Pessoa está em…

Árvore cai e bloqueia por completo rua lateral do Pão de Açúcar da Epitácio

Uma árvore caiu e bloqueou o trânsito por completo na Rua do Capim, que fica na lateral do Pão de Açúcar da Avenida Epitácio Pessoa. De acordo com informações da…