Por pbagora.com.br

Passam a funcionar sob caráter de fiscalização, nesta quarta-feira (21), cinco novos dispositivos eletrônicos de fiscalização, mais conhecidos como lombadas eletrônicas ou bandeiras.

Os aparelhos serão instalados por solicitação da Superintendência de Transportes e Trânsito de João Pessoa (STTrans) pelas empresas Perkons S/A e da Serttel Ltda, que formam o consórcio JP Segura.

Os dispositivos estão instalados nas avenidas Ministro José Américo de Almeida (Beira Rio), Cabo Branco e Senador Ruy Carneiro. A medida visa controlar a velocidade dos veículos que transitam pelas vias e reduzir o registro de acidentes nos locais.

As lombadas eletrônicas auxiliam no disciplinamento do limite de velocidade e punem os condutores que excedem a velocidade máxima regulamentada pela sinalização, colocando em risco a segurança dos demais usuários da via, principalmente pedestres.

Sobre a Bandeira

A Bandeira é um equipamento eletrônico de segurança viária, que reúne softwares de captação e processamento de imagens e dados. O equipamento possui estrutura em semipórtico e é facilmente visto pelos motoristas. Por esse motivo, auxilia na sinalização e induz o respeito à velocidade, sendo especialmente indicado para trechos com trafego intenso, restrição de visibilidade e grande potencial de acidentes.

Os equipamentos que iniciam operação na cidade possuem funcionamento similar ao das conhecidas lombadas eletrônicas. Sua função é monitorar respeito à velocidade regulamentada e realizar o acompanhamento de fluxo de tráfego, o que aumenta a segurança dos condutores.

Ao monitorar o trânsito de forma permanente, os medidores eletrônicos de velocidade contribuem para que os motoristas aprendam a circular pelas vias em que estão instalados com velocidade segura, de acordo com as regras de circulação indicadas pela sinalização.

Funcionamento – quando o veículo passa por sensores instalados na pista, a Bandeira calcula sua velocidade. Quando esta é maior que o limite estabelecido, o aparelho registra a imagem do veículo, onde imediatamente são incorporados, de forma automática, todos os dados da infração, e esse conjunto recebe uma assinatura digital, o que garante a integridade e autenticidade do processo de captação de imagens e processamento. Adicionalmente o sistema é criptografado para garantir acesso somente ao pessoal autorizado. Este registro que é armazenado em disco rígido e transmitido a uma central de processamento, onde a placa e a as características do veículo são comparadas com as informações cadastradas no Detran.

Os dados estatísticos gerados, como velocidade, direção, horário e categoria do veículo são importantes informações de tráfego que auxiliam na gestão do trânsito.

Diferenciais tecnológicos

· Perfil magnético: garante a precisão do registro da velocidade e permite classificar a frota em 6 categorias: carro, moto, ônibus, caminhão, utilitário e carreta

· Descarga remota de dados: otimiza a coleta de dados e imagens registrados pelo equipamento para processamento das informações e emissão das notificações de infrações.

· Criptografia: Todos os dados e imagens gerados pelos equipamentos são criptografados no momento do registro, seguindo as normas nacionais e internacionais, e possuem assinatura digital que garantem total inviolabilidade e a segurança do processo.

Saiba mais sobre o funcionamento em: www.perkons.com/?page=videos&pageid=32&pagina=

Benefícios

– Contribui para a educação de condutores e pedestres;

– Gera dados que contribuem para o controle e planejamento viário, 24h por dia, permitindo fazer relatórios e estimativas detalhadas dos veículos que trafegam pelos trechos monitorados. É possível identificar mudanças de perfil em épocas distintas; estimar o tempo de deteriorização do pavimento; monitorar veículos irregulares em faixas exclusivas, entre outras aplicações;

– Possibilita direcionar as atividades policiais para outras ações de fiscalização, orientação e educação, de acordo com a necessidade da comunidade local;

– Demonstra a transparência e modernidade do órgão fiscalizador, uma vez que o processamento é realizado por um software exclusivo, que possibilita convalidar a imagem digital, gerando o Auto de Infração;

– Garante ao Órgão Executivo de Trânsito ou Rodoviário total segurança no registro de imagens e dados no momento da ocorrência da infração, pois o processo é automático e possui sistema de criptografia e assinatura digital;

– Oferece maior agilidade dos serviços de coleta de informações, pois a transferência de dados e imagens dos equipamentos pode ser feita por descarga remota, diretamente à central de processamento;

– Propicia manutenção da velocidade da via com menor desgaste e manutenção veicular.

Sobre a Perkons

A Perkons é uma empresa especializada em tecnologia para segurança e gestão integrada de tráfego. A Perkons tem 18 anos de experiência em fiscalização eletrônica de trânsito e foi pioneira neste mercado no país com a invenção da lombada eletrônica em 1992.

Hoje, sua atuação é voltada para o desenvolvimento de produtos e projetos que ofereçam soluções tanto para a segurança quanto para uma gestão completa do trânsito. A experiência acumulada nestes 18 anos permite a empresa oferecer um mix de produtos e serviços que auxiliam os gestores públicos no planejamento urbano e gestão de tráfego. Entre as expertises da empresa está a elaboração de estudos e projetos que auxiliam na tomada de decisões para a conquista de um trânsito mais fluido e seguro.

Todo o trabalho desenvolvido pela empresa tem base em uma estrutura tecnológica que permite o acompanhamento do trânsito em tempo real, fiscalização de infrações, contagem de fluxo e identificação da frota por categoria e tamanho. A reunião dessas informações oferece aos gestores um raio x completo do trânsito e do comportamento do motorista.


Assessoria

Notícias relacionadas

TCE alerta presidente da CMCG sobre pagamentos previdenciários

O presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, vereador José Marinaldo Cardoso (Republicanos), foi alertado pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). De acordo com o alerta emitido…

MPF pede prioridade de vacinação para tabajaras e índios não aldeados

O Ministério Público Federal (MPF) solicitou à Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba (SES-PB) e ao Distrito Sanitário Especial Indígena Potiguara (DSEI Potiguara) a vacinação contra a covid-19 para…