Por pbagora.com.br

O número de ocorrências e ataques a agências bancárias e caixas eletrônicos diminuiu 20% no ano de 2016. No Estado da Paraíba, em 2015, foram registrados 132 ataques, enquanto em 2016 foram 105. Apesar da redução, o Sindicato dos Bancários da Paraíba acredita que é preciso investir mais em segurança.

De acordo com o presidente Marcos Henriques (PT), que agora é vereador na Câmara Municipal de João Pessoa, ele vai cobrar na Câmara e na ALPB, mais projetos que já tramitam pela Assembleia e que precisam de aprovação, e também a implantação de situações que já foram aprovadas, mas que não foram colocadas em práticas aqui no estado. Vai cobrar do poder executivo parcerias pra firmar essa segurança maior para os bancos e para os consumidores.

“O número de ocorrências bancárias ainda é muito alto, eu acho que os bancos tem que investir mais na questão da segurança bancária, eles investem em torno de 5%. Nós esperamos que no mínimo os projetos de lei que foram aprovados ao longo dos anos, possam ser efetivados. Na Assembleia Legislativa nós temos dois processos. Na Câmara Municipal nós temos o Estatuto da Segurança. Iremos cobrar que o estatuto seja efetivado, o que requer contratação de mais vigilantes e mudança no sistema de monitoramento”, disse.



PB Agora

Notícias relacionadas

MP pede cancelamento de vaquejada marcada para ocorrer neste mês na PB

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) recomendou, nesta quinta-feira (13), o cancelamento de uma vaqueja prevista para acontecer entre os dias 28 e 30 de maio no município de Mogeiro.…

Em apenas 24 horas choveu 36,7% do esperado para o mês de maio na capital

A Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado (Aesa) registrou 103,8 milímetros de chuvas em João Pessoa entre as manhãs de quarta-feira e desta quinta-feira (13). O acumulado no…