Nesta quinta-feira, 30, o prefeito Luciano Cartaxo detalhou as medidas que a Prefeitura Municipal continuará realizando no intuito de combater a proliferação do novo coronavírus em João Pessoa e estendeu o prazo de quarentena na Capital paraibana por mais 15 dias.

De acordo com o prefeito a medida é necessária sobretudo pela baixa taxa de isolamento, além do alto índice de contágio no Brasil, que gira em torno de 2,8.

“Temos a necessidade de repetir o decreto por mais 15 dias exatamente porque o nosso índice de isolamento tá na faixa dos 50%. Já chegamos a ter mais de 60% e hoje estamos abaixo dos 50. A gente precisa melhorar esse índice. Não podemos escancarar as portas de João Pessoa no momento em que temos aumento expressivos de casos. Outro dado importante, o Brasil com uma das maiores taxas de contágio do mundo, de aproximadamente 2,8. O que significa dizer que há uma perspectiva de crescimento ainda maior do que em muitos países. Isso nos preocupa muito” disse.

Cartaxo ainda disse que as medidas são bastante duras, porém necessárias, já que caso não houvesse isolamento em João Pessoa a taxa de mortalidade aumentaria seis vezes.

“As decisões que estão sendo tomadas não partem da nossa vontade particular. A gente não gostaria de estar tomando medidas tão duras, mas elas são necessárias e fundamentais. Quando passar tudo isso eu quero abraçar muita gente em João Pessoa e quero ver a família, amigos e a população de um modo geral, viva” pontuou o gestor.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ex-prefeita de São José dos Ramos é condenada por improbidade

A ex-prefeita do Município de São José dos Ramos, Maria Aparecida Rodrigues de Amorim, foi condenada pela prática de Improbidade Administrativa consistente no não recolhimento de contribuições previdenciárias. As penalidades…

Vila Vicentina tem 11 casos de covid-19 e uma morte confirmada

Até esta segunda-feira (25), o abrigo de idosos Vila Vicentina, localizado no bairro da Torre, em João Pessoa, registrou 11 casos de idosos com confirmação para a covid-19 e um…