Por pbagora.com.br

O candidato a prefeito Artur Bolinha (PSL) poderá ter sua chapa impugnada pela Justiça Eleitoral, forçando-o a modificar nome para vice, já que a atual, a médica Annelise Meneguesso (PSL), está sendo acusada de não ter respeitado respeitado o período para desincompatibilização e teria trabalhado no período vedado no serviço público.

O juiz da 16ª Zona Eleitoral de Campina Grande, Alexandre José Gonçalves Trineto, já expediu oficio à Secretaria de Saúde do Município para que seja encaminhada àquele juízo informações sobre o vínculo de trabalho da médica

O magistrado pede ainda no ofício a comprovação, se houver, do afastamento jurídico e fático da servidora, bem como frequência no período de junho a outubro deste ano.

A decisão, se confirmada, pode não atingir o candidato Arthur Bolinha diretamente, todavia, os prejuízos à campanha do candidato a prefeito do PSL podem ser consideráveis, já que teria de reformular todo o material de propaganda e refazer peças para rádios e TVs.

 

Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Em 2020, Paraíba registrou redução de 47% nos ataques a bancos

A Paraíba registrou uma redução de 47% nos ataques a bancos e de 23% nos roubos no ano passado, de acordo com os dados do Anuário da Segurança Pública de…

Covid: quase 4 mil pessoas já morreram na PB e mais de 184 mil já foram contaminadas

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, nesta segunda (25), 1.181 casos da Covid- 19. Entre os confirmados hoje, 28 (2,37%) são casos de pacientes hospitalizados e 1.153 (97,63%)…