Por pbagora.com.br
Imagem ilustrativa

As artesãs paraibanas da Cooperativa de Produção de Bens e Serviços de São João do Tigre – COOPTIGRE estão produzindo máscaras descartáveis e de tecido para uma empresa de Pernambuco e para a população local. A Associação é atendida pelo Governo da Paraíba e pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), através do Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú – PROCASE.

A iniciativa partiu do presidente da Associação, Chico Dantas e da vice-presidente Gislainy Samara, após a recomendação do Ministério da Saúde sobre o uso de máscaras pela população.

Segundo Gislainy, o contato foi feito com uma empresa de Santa Cruz do Capibaribe (PE), para a qual as costureiras da Associação já produziam roupas e que agora estava procurando mão-de-obra para a confecção das máscaras. “Quando eu vi que as máscaras estavam em falta no mercado, conversei com nosso presidente, Chico Dantas, e vimos ali uma solução para algumas das nossas costureiras e para o nosso maquinário, que estava parado. Além de ser uma renda extra, ainda ajudamos no combate da Covid-19”, afirmou.

Só na primeira remessa, foram confeccionadas mais de 1.500 máscaras descartáveis, fora as encomendas locais, feitas em tecido. As costureiras trabalham fazendo o uso de máscaras e luvas e o ambiente é higienizado frequentemente. E não falta também a criatividade na produção, nos tecidos coloridos utilizados nas máscaras de pano.

A cooperativa é atendida pelo PROCASE desde 2014, tendo como atividade principal o artesanato, onde foram investidos recursos para a reforma da sede, compra de maquinários e insumos para a produção. Agora, em tempos de pandemia, é mais que notória a importância de incentivar os grupos produtivos de mulheres para que elas sejam proponentes nos processos de comercialização de suas produções.

O PROCASE é fruto da parceria entre o Governo do Estado da Paraíba e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), organismo das Nações Unidas (ONU), beneficiando 56 municípios do semiárido paraibano, e visa fortalecer a agricultura familiar e contribuir para o desenvolvimento rural sustentável, reduzindo os níveis de pobreza rural e fortalecendo ações de prevenção da desertificação.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Acidentes com animais peçonhentos prevalecem na zona rural da PB

Até este mês de setembro, a Paraíba já registrou 3.649 acidentes com animais peçonhentos (serpentes e escorpiões). Os acidentes são predominantes em zona rural, onde a população está mais exposta…

TJPB julga improcedente ação de inconstitucionalidade da Ficha Limpa, na PB

O Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba julgou improcedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade ajuizada pelo prefeito do Município de Serra Redonda, que tinha por objeto a Lei Complementar…