Além de Raoni Mendes, diversos Conselhos e Sindicatos representativos dos profissionais de Saúde da Paraíba se manifestaram contra o processo seletivo anunciado pela Prefeitura de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), com 900 vagas para o Ortotrauma de Mangabeira.

Conselho Regional de Farmácia da Paraíba (CRF-PB), Sindicato dos Enfermeiros no Estado da Paraíba (Sindep), Sindicato dos Odontólogos no Estado da Paraíba (Sindodonto-PB) e Sindicato dos Nutricionistas do Estado da Paraíba (Sindinutri-PB) divulgaram notas onde repudiaram a seleção ao invés da convocação de concurso público.

O CRF-PB também ressaltou o salário oferecido para o cargo de farmacêutico bioquímico no edital, que é de R$ 1.250.

“Os baixos salários oferecidos representam um desrespeito a toda classe farmacêutica e não pior que isso, uma afronta a dignidade da pessoa humana” diz trecho da nota.

De forma conjunta, Sindep, Sindodonto-PB e Sindinutri-PB também divulgaram nota.

“Consideramos um grande desrespeito e descaso para com profissionais que são importantes e imprescindíveis para que os serviços de saúde operem efetivamente”, diz o texto divulgado pelos sindicatos.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Trajeto entre Cabedelo e Costinha, na PB, acontece em balsa menor

Devido ao isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus, trajeto marítimo entre Cabedelo e Lucena está acontecendo diariamente em uma balsa menor do que a tradicional. A embarcação tem…

COVID-19: inscrições para processo seletivo terminam nesta terça-feira

A Secretaria de Saúde de Campina Grande encerra nesta terça-feira, 31, as inscrições do processo seletivo para contratação de profissionais que irão atuar nos hospitais durante o período de enfrentamento…