Em entrevista ao programa Correio Debate, na tarde desta quinta-feira (05), o vereador Tibério Limeira (PSB) decidiu sair em em defesa do secretário de Comunicação da Paraíba Nonato Bandeira, diante do envolvimento do seu nome em uma denúncia do Ministério Público em um caso ocorrido no ano de 2011, à época quando ele ainda era secretário de Comunicação da prefeitura de João Pessoa.

Apesar de defender o direito do MP de formular a denúncia, o parlamentar rechaçou a execração pública precoce que acontece não só na Paraíba, mas em todo o país diante de casos como esse.

“O Ministério Público tem o papel de oferecer denúncia, mas a Justiça ainda vai dizer se aceita ou não, vai ter todo o processo de instrução… O que eu acho é que tem que ser garantido o contraditório e a ampla defesa e não julgar como culpados pela opinião pública né, os denunciados, porque muitos denunciados pelo Brasil afora foram denunciados, execrados publicamente e depois absolvidos. Aí quem é que paga a destruição da honra das pessoas? Quem é que paga a destruição das imagens? Isso é impagável.” pontuou.

De acordo com Tibério o trecho da denúncia que fala de Nonato é muito frágil e que é necessário provas antes de fazer uma acusação deste porte, haja vista o direito do contraditório e da ampla defesa deve ser garantido.

“Hoje se faz uma espetacularização muito grande das denúncias, se diminui o princípio da presunção da inocência então a gente precisa esperar a apuração. Eu li a denuncia completa ontem e o trecho que fala do secretário Nonato Bandeira é muito frágil, é preciso ter provas para se fazer uma acusação como essa. Não dá para as pessoas serem execradas dessa forma, já tá na boca de todo mundo sem antes esse processo ter corrido o seu curso devido, respeitado o devido processo legal e a ampla defesa das pessoas” emendou.

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Perigo em duas rodas: MPPB defende aumento da fiscalização pelos órgãos para evitar acidentes

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) tem procurado reunir os órgãos responsáveis pelo trânsito na Paraíba com o intuito de implementar ações que possam reduzir o alarmante número de acidentes…

Concurso para Procuradoria do Estado terá 12 vagas e edital deve sair em novembro

O concurso público da Procuradoria-Geral do Estado da Paraíba terá 12 vagas para o cargo de procurador. A informação foi revelada pelo procurador-geral do Estado, Fábio Andrade Medeiros. Fábio Andrade…