Já são dois os casos registrados de malária no Estado da Paraíba. Os dois pacientes encontram-se internados no Hospital Universitário de João Pessoa. O segundo caso da doença foi diagnosticado na última sexta-feira (5). O paciente apresentou os sintomas (febre alta, dor de cabeça, suor frio, entre outros), originário do município de Tavares (PB). Ele tem relações de trabalho e familiares em Conde, onde esteve hospedado no bairro de Pousada de Conde.

As equipes integradas mantêm a programação estabelecida esta semana quando do diagnóstico do primeiro caso, oportunidade em que as instituições divulgaram nota conjunta em que informam:

A Secretaria Municipal de Conde formou Comissão Especial de Investigação para a Malária, composta pelos trabalhadores da Atenção Básica e Vigilância Epidemiológica, que terá o prazo de 60 (sessenta) dias para elaborar relatório acerca do assunto.

A Secretaria de Estado da Saúde apoia e monitora junto ao município as ações bem como permanecerá implementando demais ações quando necessário.
 

COMBATE

A Secretaria Estadual de Saúde com apoio da Secretaria de Saúde de Conde realiza neste final de semana a pulverização (fumacê) de inseticida no município para combater e prevenir a presença do mosquito causador da malária, doença que teve o segundo caso entre a população condense identificado.

Durante todo o final de semana os veículos equipados com borrifadores percorrem regiões urbanas e rurais, ação válida contra outras zoonoses a exemplo da dengue.

O segundo caso de malária foi diagnosticado nesta sexta-feira (5) em paciente que apresentou os sintomas da doença (febre alta, dor de cabeça, suor frio, entre outros), originário do município de Tavares (PB). Ele tem relações de trabalho e familiares em Conde, onde esteve hospedado no bairro de Pousada de Conde.

As equipes integradas mantêm a programação estabelecida esta semana quando do diagnóstico do primeiro caso, oportunidade em que as instituições divulgaram nota conjunta em que informam:

A Secretaria Municipal de Conde formou Comissão Especial de Investigação para a Malária, composta pelos trabalhadores da Atenção Básica e Vigilância Epidemiológica, que terá o prazo de 60 (sessenta) dias para elaborar relatório acerca do assunto.

A Secretaria de Estado da Saúde apoia e monitora junto ao município as ações bem como permanecerá implementando demais ações quando necessário.

 

PB Agora

 

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vereadora cobra da PMJP explicação sobre coleta de lixo: “Está sendo realizada de forma desumana”

A vereadora Sandra Marrocos (PSB) denunciou as condições de trabalho, de acordo com ela desumanas, pelas quais estão passando os trabalhadores da coleta de lixo de João Pessoa, sobretudo nos…

Paraíba gera melhor saldo de empregos para o mês de setembro em seis anos

O mercado de trabalho paraibano manteve cenário positivo pelo terceiro mês consecutivo do segundo semestre e gerou o maior saldo dos últimos seis anos para o mês de setembro. Com…