Por pbagora.com.br

Após a prefeitura de Campina Grande, agora foi a vez da prefeitura de João Pessoa também adotar medidas para a volta às aulas presenciais em meio à pandemia do coronavírus.  Diferentemente da Rainha da Borborema, que liberou a educação infantil, na Capital, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), liberou o retorno às aulas presenciais nas instituições de ensino superior e médio, de forma escalonada.

As primeiras atividades liberadas para funcionar serão as facultardes, que poderão abrir as portas a partir da próxima segunda-feira (05).

Uma semana depois, no dia 13, as escolas de ensino médio privadas estão autorizadas a retomar as aulas presenciais dos alunos do 3º ano. Uma semana depois, no dia 19, passam a ser liberadas as aulas presenciais para os alunos do 2º ano e no dia 26, os do 1º ano. Todas as instituições terão que continuar oferecendo as aulas remotas, para os alunos que não puderem voltar às aulas presenciais.

SETOR PRIVADO

O retorno às aulas do ensino médicose referem apenas ao setor privado, já que o ensino médico público é de competência do Estado. O prefeito não fixou data para a retomada das aulas presenciais nas escolas municipais. “Neste caso, vai ser preciso um pouco mais de paciência”, disse.

BARES E RESTAURANTES

Outra medida anunciada pelo prefeito Luciano Cartaxo foi de estender o funcionamento de bares e restaurantes até a meia-noite. Antes, os estabelecimentos tinham que fechar as portas até as 22h.

Cartaxo esclareceu que nestes locais poderão ter, no máximo três músicos, e ficaram abertos até meia noite, ampliando em mais duas horas seus funcionamentos.

A partir deste sábado (3), o acesso ao Parque da Lagoa também será liberado para o público. O mesmo ocorre com o Parque da Bica. Este último, no entanto, com controles e acesso.

As medidas anunciadas pelo prefeito nesta sexta-feira contraria os parâmetros estabelecidos pelo governo do Estado no Plano Novo Normal. João Pessoa está classificada com a bandeira amarela. O planejamento do Estado previa que a abertura das escolas ocorresse apenas quando se atingisse a bandeira verde.

 

CONFIRA ABAIXO O INFORME DA PMJP SOBRE A DECISÃO

Luciano Cartaxo anuncia nova fase do Plano de Flexibilização e autoriza volta dos cursos, Ensino Médio e Superior com 50% da capacidade e apresentações musicais seguindo protocolos de segurança

No novo decreto, Prefeitura de João Pessoa também amplia horário de funcionamento dos restaurantes das 11h até meia noite e volta da visitação à Bica e Lagoa

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, anunciou, na manhã desta sexta-feira (2), uma nova fase do Plano Estratégico de Flexibilização com a volta de novos setores às atividades. Seguindo o planejamento que prevê uma avaliação contínua do quadro da pandemia do Coronavírus, a Capital paraibana segue avançando com segurança no fortalecimento da retomada das atividades econômicas da cidade. A nova etapa inclui a possibilidade de retorno dos cursos, do Ensino Superior e do Ensino Médio seguindo protocolos, apresentações musicais, ampliação do horário de funcionamento dos restaurantes e volta das visitas ao Parque da Bica e Parque da Lagoa.

“Estamos fazendo uma retomada das atividades na Capital de forma segura e sem risco de nenhum retrocesso. Tudo está sendo pensado e pautado na Ciência, na análise dos dados e avaliações. Já passamos da fase mais difícil e toda a população tem nos ajudado bastante neste nosso trabalho para seguirmos preservando as vidas. E agora damos mais um passo, dialogando com setores, vendo as possibilidades e avançando em segurança”, afirmou o prefeito Luciano Cartaxo.

As novas medidas anunciadas nesta sexta respeitam as condições estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para a flexibilização. Entre elas, a transmissão controlada, o sistema de saúde apto a manejar casos graves, controle de casos importados, medidas de prevenção estabelecidas nos locais de trabalho e o risco de novos surtos minimizados. De acordo com as avaliações da Secretaria de Saúde (SMS) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), com a flexibilização gradual conforme vem ocorrendo na cidade, de forma planejada e avaliada constantemente, o número de casos e de óbitos segue caindo.

A partir da próxima segunda-feira(5), os cursos como os de idiomas e informática, por exemplo, poderão voltar a funcionar com 50% da capacidade, assim como o Ensino Superior, que além dos 50% de capacidade, deve manter atividades virtuais para os alunos. O Ensino Médio volta, de forma escalonada na semana seguinte, a partir do dia 13, com os alunos do 3° ano. Na segunda-feira seguinte, dia 19, voltam os alunos do 2° ano e, na segunda-feira (26), voltam as turmas do 1° ano. Além de seguir a capacidade máxima de 50%, também deve seguir sendo ofertado o ensino remoto.

Também estão permitidas as apresentações musicais com até três músicos, mas em ambientes sem aglomeração e o retorno do transporte escolar seguindo novos protocolos. Para os bares e restaurantes, o novo decreto autoriza uma ampliação no horário de funcionamento, das 11h até a meia noite. A Prefeitura também volta a abrir o Parque da Lagoa a partir deste sábado (3) e do Parque da Bica com limitação da capacidade a partir do dia 15 de outubro.

Assim como estabelecido nos decretos anteriores, todos devem respeitar as chamadas ‘regras de ouro’, como o uso obrigatório de máscaras, disponibilização de álcool gel e distanciamento entre as pessoas. A PMJP também orienta o hábito de lavar as mãos sempre que possível, e procurar orientação se tiver algum sintoma através do 3218-9214. A partir deste novo decreto, o Hospital Santa Isabel volta a realizar cirurgias eletivas e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) também voltam a realizar seus atendimentos normais. No entanto, todas estas unidades seguem recebendo pacientes Covid em alas separadas.

 

Redação 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Covid: PB registra quase mil casos a mais na segunda quinzena de outubro

Com base em informações divulgadas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), através de boletim epidemiológico da pandemia do novo coronavírus (covid-19), na segunda quinzena de outubro, o número de…

Prefeitura de Conde pagou mais de R$ 3mi a um único posto de combustíveis, aponta TCE

O Tribunal de Conta da Paraíba, apontou que a prefeitura de Conde, no Litoral Sul paraibano, pagou mais de R$ 3 milhões com a compra de combustíveis nos últimos quatro…