A Paraíba o tempo todo  |

Apenas um deputado da Paraíba votou contra texto-base da PEC Emergencial

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Texto viabiliza a retomada do auxílio emergencial e prevê mecanismos em caso de descumprimento do teto de gastos

Dos doze deputados federais da bancada da Paraíba apenas um votou contra a Proposta de Emenda à Constituição que prorroga o auxílio emergencial para minimizar os impactos provocados pela pandemia do coronavírus no Brasil. Trata-se de Gervásio Maia, do PSB. Ele foi o único a votar contra.

A votação contou ainda com as abstenções dos deputados Frei Anastácio (PT) e Damião Feliciano (PDT). Este último está internado em tratamento contra a Covid-19. Já os demais parlamentares do estado, todos votaram sim.

De acordo com estimativa do governo federal, as parcelas da ajuda à população mais vulnerável serão de R$ 175 a R$ 375 por quatro meses (março a junho).

Para a família monoparental dirigida por mulher, o valor será de R$ 375; para um casal, R$ 250; e para o homem sozinho, de R$ 175. A PEC foi aprovada na semana passada pelo Senado. O relator do texto na Câmara, Daniel Freitas (PSL-SC), apresentou parecer igual ao texto aprovado pelos senadores. Uma eventual mudança feita pelos deputados fará a proposta voltar ao Senado. Se passar em segundo turno na Câmara sem alterações, a PEC segue para promulgação.

Na sessão iniciada nesta terça-feira (9), os deputados aprovaram a admissibilidade da PEC. Na prática, deram aval à proposta, analisando que o texto está de acordo com as normas legais.

CONFIRA COMO CADA UM VOTOU

  • Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) -Sim
  • Damião Feliciano (PDT-PB)
  • Edna Henrique (PSDB-PB) -Sim
  • Efraim Filho (DEM-PB) -Sim
  • Frei Anastacio (PT-PB)
  • Gervásio Maia (PSB-PB) -Não
  • Hugo Motta (REPUBLICANOS-PB) -Sim
  • Julian Lemos (PSL-PB) -Sim
  • Pedro Cunha Lima (PSDB-PB) -Sim
  • Ruy Carneiro (PSDB-PB) -Sim
  • Wellington (PL-PB) -Sim
  • Wilson Santiago (PTB-PB) -Sim

 

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      2
      Compartilhe