Por pbagora.com.br

O estudante Hugo Ramalho de Souza, de apenas 12 anos, filho do deputado estadual Galego Souza (PP), foi destaque na edição anual do Prêmio Schaeffer Awards 2016 da Escola Internacional Cidade Viva (EICV).

Ao todo, Hugo de Souza recebeu 6 certificados de honra ao mérito, sendo eles: ‘Aluno Escritor’, pelo seu desempenho exemplar nos projetos de redação elaborados pela escola, ‘Aluno Desportista’ por conta da sua boa participação nas atividades desportivas e competições, ‘Aluno Internacional’ obtendo a maior média global de Inglês do 1º e 2º trimestre, ‘Aluno Nota 10’ por obter a maior média global geral do 1º e 2º trimestre, além de certificados por ter chegado à 2ª fase da Olimpíada Brasileira de Matemática e pelo desenvolvimento e bom desempenho do 7º ano – Turma Cidade Viva e Fraternidade – da qual ele é presidente de classe.

Para o deputado Galego Souza a premiação recebida por Hugo é motivo de orgulho. Com alegria, o parlamentar ainda destacou que o filho sempre foi muito estudioso e um aluno dedicado.

A premiação, realizada pela EICV ao final de cada ano letivo, tem como objetivo reconhecer, valorizar e premiar os alunos que se destacaram através de seus esforços e dedicações nos estudos, como também, na melhora como ser humano, através de uma mudança de comportamento e de crescimento, enquanto pessoa. O nome Schaeffer vem de Francis Schaeffer, americano, teólogo, cristão e filósofo que tornou-se famoso por seus escritos e pela criação da comunidade L’Abri (do francês “O Abrigo”).

A Escola Internacional Cidade Viva é referência nacional e internacional na formação de líderes cristãos.

 

 

Ascom

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João Azevêdo visita obras e apresenta investimentos que somam mais de R$ 189 milhões em Patos

O governador João Azevêdo esteve, nesta sexta-feira (23), em Patos, no Sertão da Paraíba, ocasião em que realizou visitas técnicas às obras de construção do conjunto habitacional São Judas Tadeu…

Opinião – Olha a responsabilidade! Apenas Cícero e Ricardo podem evitar que João Pessoa se aventure num abismo

Em meio a precariedades de candidatos à altura da responsabilidade e da competência que administrar a Capital exige, é no mínimo razoável avaliar que João Pessoa entraria com o pé…