A última votação para a criação da PB Saúde deixou muito claro que é imperiosa a necessidade de o Governo agir rápido para tentar compor uma base aliada sólida.

O ganho alcançado pelo Governo, nesta votação, equivale a uma vitória de Pirro. Depois de inúmeras tentativas e mobilizando até adversários, o Governo ganhou por apenas um voto, o mínimo para obter o quórum necessário. Mesmo assim, teve que apelar para a compreensão e ajuda do presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino, e até para o adversário Agnaldo Ribeiro, deputado federal pela oposição.

Base instável
Nunca na história recente deste Governo houve uma base confiável na Assembleia Legislativa. Logo na abertura do primeiro ano legislativo, o candidato à Presidência da Assembleia Legislativa apoiado pelo Palácio da Redenção, deputado Hervázio Bezerra, levou uma rasteira atribuída ao então G11, grupo parlamentar que se posiciona independente. Adriano Galdino que naquela votação seria eleito apenas para um mandato de dois anos, ficando automaticamente os outros dois anos para Hervázio Bezerra, nesta virada de mesa, ficou com os quatro anos.

Nem aí
Aquele episódio fora o bastante para que o Governo do Estado alertasse para o fato de que tem uma base aliada extremamente frágil, provavelmente em minoria, de modo que, desde então, toda votação de matéria do interesse do Palácio é um Deus nos acuda.

O governador João Azevêdo, notório noviço na área da política e cercado de lacaios e maus conselheiros, com honrosas exceções, parece que ainda não acordou para a realidade política do seu Governo.

Repetindo
Como já dissemos muito recentemente, já é tempo de João Azevêdo dá um freio de arrumação na sua equipe de articuladores e conselheiros políticos. Afinal, os últimos acontecimentos denotam que, continuando como está, sem uma base sólida e majoritária no Poder Legislativo, o atual Governo irá até o fim do mandato sob forte pressão, clima instabilidade total e incertezas sobre os seus projetos que dependam da Assembleia.

Resumo da ópera: em meio a tantas preocupações, o Governo caminhará engessado, gastando tempo e energia com a sua instabilidade na base legislativa, enquanto a gestão em si vai ficando a desejar.

Reconhecimento nacional
O Projeto Cidade Madura, pensado e executado durante a gestão do então governador Ricardo Coutinho, foi motivo de matéria de fôlego no Jornal Nacional, da Rede Globo de Televisão.

Trata-se de um projeto destinado a oferecer moradia digna e gratuita a pessoas idosas carentes, em pequenos condomínios muito bem construídos e confortáveis.

 

Wellington Farias
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MP que prorroga contratos de fiscais veterinários não perderá validade

O presidente da Comissão Mista do Senado que analisou a Medida Provisória que prorroga por mais dois anos os contratos de 269 médicos veterinários ligados ao Ministério da Agricultura, o…

Paraíba tem 25 pacientes internados em UTI por conta da Covid-19

De acordo com o boletim mais recente emitido pela Secretaria de Estado da Saúde, subiu para 41 o número de casos confirmados. Cinco a mais que no dia anterior. Até…