“A vergonha está desaparecendo”. A frase, aparentemente simples, embora muito profunda, foi proferida pelo historiador brasileiro Leandro Karnal, um dos pensadores mais celebrados no país e exterior por seu grau de conhecimento sobre o que somos. Nossas virtudes e defeitos.

E nessa lógica, pode-se aplicar a máxima da “vergonha” a qualquer ser humano, e no caso em pauta, falo do prefeito de Cabedelo, Vitor Hugo e seus recorrentes descontroles emocionais que refletem, necessariamente, em sua gestão.

O alcaide de Cabedelo, de forma objetiva, perdeu sua essência. O tino, a vergonha, cujo mais afetado por suas ações reside, de forma incisiva, na vida e cotidiano do povo cabedelense. E nesse preâmbulo, que considero fundamental, entro agora no cerne da questão. No coração do meu pensamento. Há esperança para os que habitam a cidade portuária.

E a certeza parte de um vislumbre parcial que chegou até a minha pessoa por uma fonte ilibada. Já na primeira quinzena de março o deputado estadual Felipe Leitão (DEM) decidirá com seus familiares e correligionários cabedelenses sua possível pré-candidatura a prefeito da cidade portuária. Com a decisão, virá também a mudança partidária.

De forma efetiva, não há espaço, muito menos ambiente para o atual chefe do Executivo de Cabedelo manter-se no cargo. Citado na operação Xeque Mate, que desarticulou uma Organização Criminosa que “loteou” a cidade de Cabedelo para empresários, políticos e fortes grupos financeiros, o prefeito necessita, de forma urgente, tratamento específico para sua saúde.

E aqui ponho, com direito a ponto e vírgula o ditado popular: “Rei morto, rei posto”. Sim: o rei está morto no sentido figurado. E uma vez nessa condição, somada a vergonha que nele parece não mais existir, que abra a mão do seu “reinado” e sua cegueira inebriante causada pelo poder seja curada para que ele possa observar que jamais será um bom gestor.

E em fase final do artigo, não só a minha pessoa, mas o povo de Cabedelo aguarda a primeira quinzena de março. Com toda a certeza a decisão que Felipe Leitão tomará repercutirá de forma decisiva no pleito de 2020 naquele município.

Eliabe Castor
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Filho do presidente da Rede Paraíba de Comunicação morre com suspeita de coronavírus

Faleceu na manhã desta segunda-feira, 30, com suspeita de Covid-19, o publicitário Mateus Zerbone Carlos, de 33 anos, filho mais velho do empresário Eduardo Carlos, diretor-presidente da Rede Paraíba de…

Companhias suspendem temporariamente vôos para CG, por Covid-19

Por conta da pandemia do novo coronavírus e das medidas de prevenção para conter o avanço do Covid 19, o aeroporto Presidente João Pessoa em Campina Grande, está temporariamente sem…