Em meio a crise que ainda assola o PSB paraibano, a Secretária de Desenvolvimento e Articulação Municipal do Governo da Paraíba, Ana Cláudia Vital do Rêgo, do Podemos, saiu em defesa de uma reconciliação no jardim girassol, mas evitou se posicionar sobre qual lado escolheria se o racha política entre o governado r João Azevêdo (PSB) e o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) for concretizado.

Ela lembrou que o PSB é uma sigla que fez com que a Paraíba avançasse nos últimos anos e não será uma discussão partidária que vai apagar todo um trabalho exitoso implantado no Estado.

“Eu torço muito para que se restabeleça o bom diálogo, a harmonia, é algo que faz bem em todas as esferas da nossa vida, desde dentro da nossa casa até o nosso ambiente profissional, enfim. Claro que as discussões, os embates fazem parte dos movimentos e das crises internas dos partidos. Eles acontecem, isso é normal. Eu entendo que depois de uma crise dessas o partido possa ter um amadurecimento, um fortalecimento do partido, que é isso que o PSB busca, e eu acredito ainda que possa haver uma reconciliação. Que seja feito um ajuste nessa crise interna que está ocorrendo e que nós possamos efetivamente ter a continuidade de fortalecimento do PSB. O trabalho do partido fez com que a Paraíba avançasse muito, então eu acredito muito nesse processo de reconciliação e isso faz parte das discussões internas do partido”, ressaltou.

Indagada se havia ingratidão por parte de alguma das partes, em especial do governador João, que foi eleito tendo Ricardo como principal cabo eleitoral ela disse que não, e sustentou que a crise é apenas partidária.

“Não creio. Acho que isso faz parte de discussões internas, de pontos de vistas diferenciados e nada melhor do que uma boa conversa, um encontro entre amigos, quem sabe até um cafezinho, para poder fazer com que essas divergências sejam sanadas”, disse.

A secretária ainda ressaltou que é o senador Veneziano, seu esposo, o filiado à legenda girassol e ele tem defendido que a executiva nacional seja ouvida. “Veneziano é filiado ao PSB, ele tem dito que é preciso que se escute a nacional. Tanto fiz parte da gestão anterior e faço parte da atual gestão, sou do Podemos e me sinto mais à vontade de falar sobre meu partido. Essas questões internas é realmente de competência deles, mas é bom que a população saiba que isso (a crise partidária) não interfere nas questões governamentais, ela se dá apenas no aspecto interno de discussão partidária”, finalizou.

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PMJP discute fim do estacionamento na orla de Cabo Branco

O fim do estacionamento na orla de Cabo Branco, em João Pessoa, Capital da Paraíba, começa a ser estudado pela prefeitura da Capital. A confirmação foi feita pelo prefeito da…

ALPB lança Campanha de Conscientização do Black Friday nesta terça

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) lançará oficialmente, nesta terça-feira (12), a Campanha de Conscientização do Black Friday Legal, durante sessão especial no Plenário Deputado José Mariz, a partir das…