O advogado Francisco Ferreira, um dos alvos da Operação Calvário em sua sétima fase desencadeada nesta terça-feira, 17, emitiu nota onde declara estar tranquilo quanto as ações imputadas.

De acordo com a nota, Francisco diz que nunca recebeu nenhuma quantia que não tivesse sido pela prestação dos seus serviços.

Confira:

NOTA

Prezados amigos e familiares e povo da minha amada Paraíba. Com relação a medida cautelar decretada em face de minha pessoa nessa 7ª fase da operação calvário, quero dizer-lhes que estou tranquilo quanto as acusações imputadas , pois jamais cometi qualquer conduta ilícita na minha história de vida. Nunca recebi um centavo que não tenha sido pela prestação dos meus serviços. Nunca fui sócio oculto de ninguém . Meu patrimônio é totalmente compatível com minhas rendas, o que comprovarei com tranquilidade e que já está em todas as minhas declarações de Imposto de Renda . Nunca incorporei ao meu patrimônio um real de dinheiro sujo . Não tenho nenhum bem que não esteja no estado da PB ou em que não esteja em meu nome e declarada a Receita Federal. Todas às vezes que recebi honorários foi decorrente de intenso trabalho . Jamais servi de mula ou atuei em campanha sem ser nas funções que a advocacia me garante. Confesso que estou surpreso , mas acredito que A justiça e o MP faz o trabalho correto de investigar , por isso, me apresentarei a justiça com profunda tranquilidade e com a justa certeza de que provarei a minha total Inocência. Minha história de vida é minha melhor defesa.

João Pessoa , 17/12//2019 .

Francisco Ferreira
Advogado

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Jovens e adultos somam 80% dos casos da Covid-19 na Paraíba

O boletim diário divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) sobre novo coronavírus (Covid-19) aponta que na Paraíba jovens e adultos (entre 20 e 59 anos) são os mais acometidos…

Foragido da justiça é preso pela PRF em Recife com carro roubado em João Pessoa

O veículo foi roubado ontem (8) em João Pessoa. O motorista transportava uma mulher e duas crianças para não chamar atenção da polícia Um homem de 35 anos procurado por…