Por pbagora.com.br

A relação entre o Executivo, o Legislativo e o G11 tem tudo para seguir o clima de equilíbrio no parlamento estadual também neste ano de 2020. Pelo menos é isso que projetou o secretário de Comunicação do Estado, Nonato Bandeira (Cidadania), quando indagado sobre a harmonia na base aliada.

Nonato lembrou que em 2019 todas as matérias enviadas pelo Governo para o parlamento foram aprovadas. O secretário, no entanto, considerou normais as reclamações por parte de alguns deputados e lembrou que elas são típicas do legislativo, sobretudo quando há interesses conflitantes nas bases eleitorais pelo interior do Estado.

“Tivemos reuniões, a relação seja com G11, G12 ou G14 é muito boa, hoje participaram praticamente todos os deputados, menos Wilson Filho que se encontra em Brasília. Eles colocaram a questão da governabilidade, os projetos para aprovar. Se vocês observarem verão que o governo não perdeu uma votação na Assembleia, os deputados tiveram essa correção com o governo, mas existem as reclamações do parlamento, não só aqui, como nas Câmaras, no Congresso, elas são justas. Ás vezes tem dois três deputados na mesma base e isso gera conflito que a gente tem que administrar. O executivo tem que ter a maturidade que o parlamento é uma Casa de ressonância da população. Todos tem bases administrativas e tem razão em reivindicar. Cabe ao governo analisar se dá para atender ou não. Existem esses desentendimentos pontuais, mas se você observar direito, nenhuma matéia do governo foi rejeitada durante o primeiro ano da legislatura”, ressaltou.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

CG: MPPB e MPF recomendam revogação de artigo de decreto que libera eventos

O Ministério Público, através dos seus ramos Federal (MPF) e do Estado (MPPB), expediu recomendação, nessa quarta-feira (25/11), ao Município de Campina Grande para que , seja revogado o artigo…

Sal marinho será exportado pela primeira vez pelo Porto de Cabedelo

A Companhia Docas da Paraíba vai exportar sal marinho pela primeira vez. O material veio do Rio Grande do Norte e será exportado pelo Porto de Cabedelo no mês de…