Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) lançou, nesta quarta-feira (04), uma campanha de conscientização e doações para ajudar na manutenção do Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa, devido as dificuldades financeiras enfrentadas pela unidade de saúde, que é referência no tratamento do câncer no Estado. O objetivo é sensibilizar a sociedade em geral sobre a importância de doar e colaborar para o Hospital manter um serviço de qualidade aos cidadãos paraibanos.

O presidente da Casa, Adriano Galdino, destacou que o Poder Legislativo realiza essa campanha de conscientização para que a população possa contribuir, através de doação financeira. “Vamos clamar à população para que todos entrem nessa corrente de solidariedade e faça a sua doação. Vamos fortalecer o pedido de apoio, através dos veículos de comunicação e redes sociais, e também por meio de cartazes”, disse Galdino.

As doações podem ser feitas em dinheiro, através de depósito ou transferência bancária, pelo Banco do Brasil (Agência: 4362-1/Conta Corrente: 9784-5) e na Caixa Econômica (Agência 1010/Conta: 32028-4 Operação 013).

No Legislativo Estadual todos os parlamentares e servidores vão abraçar a causa, já que a unidade de saúde vem se sustentando apenas com R$ 4 milhões mensais, mesmo com uma despesa de R$ 5,5 milhões. Atualmente, 70% dos portadores de câncer na Paraíba são tratados no Hospital Napoleão Laureano.

Os parlamentares contribuem mensalmente com o Hospital e a ALPB irá ampliar essa ajuda. Na semana passada foi aprovado o Projeto de Resolução 106/2019, que institui o Programa de Incentivo a Doação Voluntária de Percentual sobre Subsídios e os deputados irão doar 1,2% dos seus salários para o Laureano.

“A Casa vai ampliar essa contribuição. Nós já aprovamos uma resolução autorizando o débito em conta de todos os deputados e funcionários. Vamos dar uma ajuda em torno de R$ 15 mil por mês, além do que os deputados já repassam mensalmente. Através da campanha, que pretende conscientizar as pessoas, vamos ampliar o número de colaboradores”, ressaltou Adriano Galdino.

Os deputados da Casa destacaram que de 2015 a 2018 o Hospital Napoleão Laureano realizou 667 mil atendimentos ambulatoriais, 20 mil internações, 21 mil cirurgias, 137 mil sessões de quimioterapia, 681 mil sessões de radioterapia e 91 mil exames de diagnósticos por imagem. O saldo negativo atualmente na unidade é de R$ 2,6 milhões e os parlamentares entendem que é possível continuar recebendo apenas R$ 4 milhões.

 

 

Redação com ALPB

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Esquema de segurança da Romaria da Penha vai contar com 1.500 profissionais

Aproximadamente 1.500 homens e mulheres da Polícia Militar, da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros Militar e de outros órgãos que compõem o Sistema de Segurança nas esferas estadual e…

Ivonete Ludgério inicia tratamento por conta de síndrome, mas descarta licença

A presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, vereadora Ivonete Ludgério (PSD), anunciou que foi diagnosticada com uma síndrome vasoconstrição cerebral reversível,, e que seguirá com um tratamento específico orientado…