ALPB instala Frente Regional

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) instalou, durante sessão especial realizada nesta quinta-feira (29), a Frente Parlamentar do Desenvolvimento da Aviação Regional, que tem como objetivo desenvolver a aviação civil no Sertão paraibano, fortalecendo o setor comercial e a economia da região.

De acordo com o presidente da Frente, o deputado Júnior Araújo, o desenvolvimento da aviação regional é importante para atender os anseios das cidades do interior do estado, a exemplo de municípios como Cajazeiras, Sousa, Patos e Itaporanga. O deputado acredita que a expansão do setor nessas regiões irão fomentar a economia, além de beneficiar aproximadamente 1 milhão de pessoas. “Há uma carência muito grande, especificamente, das cidades que fazem divisa com o Ceará, perdendo um potencial comercial muito grande”, declarou.

O parlamentar ressaltou que, atualmente, o aeroporto de Juazeiro do Norte, no Ceará, tem absorvido um fluxo de voos, maior do que aeroporto Castro Pinto, na Região Metropolitana de João Pessoa. “Isso é fruto justamente desse vácuo geográfico que existe. Nós estamos tentando viabilizar voos comerciais partindo de Cajazeiras para Patos, de João Pessoa a Sousa, de Campina Grande a João Pessoa, Sousa a Patos e Cajazeiras. Hoje vamos dar um ‘ponta pé’ nessa discussão, justamente com essa Frente Parlamentar”, explicou o deputado.

Membro da Frente Parlamentar, o deputado Cabo Gilberto disse que é dever da Casa estar atenta a todos os problemas que a Paraíba enfrenta. Segundo ele, o desenvolvimento da aviação regional trará melhorias na economia do Sertão paraibano. “Essa Frente Parlamentar, da qual faço parte, irá contribuir para trazer desenvolvimento com a geração de emprego e renda. Somos a favor da expansão da aviação civil para todo estado e estamos aqui para defender essa bandeira”, afirmou o Cabo Gilberto.

O secretário estadual do Turismo, Gustavo Feliciano, declarou que a inclusão do interior da Paraíba na rota da aviação regional será positiva, não só para o setor comercial, mas também para o turismo. “Iríamos desenvolver o turismo no interior do estado de uma forma ainda mais forte atraindo voos. Quando temos a infraestrutura turística, esses voos tendem a transportar os turistas melhor e mais rápido. Essa Frente vem para debater relevantes ações e o Governo do Estado está satisfeita em contribuir e se coloca a disposição, para que possamos trazer benfeitorias para a Paraíba”, afirmou o secretário.

Na avaliação do presidente da Agência Brasileira da Aviação Civil (ABAC), Givanildo Nascimento, a Paraíba tem se destacado em relação a outros estados, após as reformas e as requalificações pelas quais passaram os aeródromos do estado. Ele acrescenta ainda que os equipamentos paraibanos estão aptos a operar com voos executivos, mas com a possibilidade de uma requalificação para voos comerciais.

“Aeródromos como os de Cajazeiras e de Patos estão qualificados a receberem voos regionais. Temos que trabalhar com a aviação regional de médio porte, ou seja, esses aeródromos estão aptos a receberem aviões monomotores, bimotores e os de médio porte, que são aeronaves que têm a capacidade de até 12 passageiros”, explicou o presidente da Agência Brasileira da Aviação Civil.

O presidente da Fecomércio da Paraíba, Marcone Medeiros, entende que haverá um grande desenvolvimento comercial para o Sertão Paraibano a partir de iniciativas que possam proporcionar uma evolução na aviação daquela região. Medeiros destaca que a Paraíba precisa, através da união de empreendedores com a classe política, conquistar uma aviação regional que possa ligar a Capital ao Sertão. “Hoje, o empresário, se precisar sair de João Pessoa para o Sertão, ele perde três dias de seu tempo, ou seja, é uma verdadeira perda de tempo e de força de decisão em bons negócios”, declarou.

Marcone Medeiros disse também acreditar que o serviço de aviação aérea regional, atendendo João Pessoa, Campina Grande e a região do Sertão, trará novos investimentos para o estado. “Levará desenvolvimento e crescimento para aquela região”, pontuou.

O presidente da Câmara de Dirigentes Logistas (CDL) de Cajazeiras, Alexandre Costa Cartaxo, afirmou que a Frente Parlamentar do Desenvolvimento da Aviação Regional, criada pela Assembleia e presidida pelo deputado Júnior Araújo, é um marco para a Paraíba, principalmente, pelo fato de que o Governo do Estado realizou investimentos nos sete aeródromos da Paraíba.

Costa entende que é preciso agora definir uma política estadual para operar esses equipamentos. “Acredito que com essa iniciativa, nós iremos debater com as autoridades do setor aeroviário do estado a respeito da destinação que será dada a estes aeródromos, se o Governo do Estado fará novos investimentos e vai operacionalizá-los ou irá concedê-los à iniciativa privada”, observou o presidente Alexandre Costa.

Gerente Executivo Aeroviário da Paraíba, o Capitão Batista, do Corpo de Bombeiros, ressaltou que os aeródromos da Paraíba, após reforma feita pelo Governo do Estado, estão homologados e prontos para operar recebendo aviões executivos, que envolvem aviões de médio e grande porte. No entanto, o capitão revelou que estudos vêm sendo realizados para que alguns desses equipamentos possam receber voos maiores e um maior volume de passageiros.

“Nossa Gerência está dando prioridade total ao projeto de Patos. É uma obra de R$ 38 milhões, com recursos da Secretaria de Aviação Civil e a contrapartida do Governo do Estado, em torno de R$ 10 milhões. Com o cronograma estabelecido junto com a Secretaria, a previsão é que até o final de 2020 estaremos iniciando as obras”, revelou.

Também participaram da instalação da Frente Parlamentar do Desenvolvimento regional da Aviação os deputados Doutor Érico, Doutora Paula e Lindolfo Pires; o presidente da CDL de Patos, Oton Ferreira da Silva; o presidente da CDL de João Pessoa, Nivaldo Vilar; a diretora de Educação Profissional do Senac, Vera Lúcia; e o representante da Sindempresas de Sousa, Francisco Medeiros.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia apreende armas em três cidades paraibanas

Mais quatro armas de fogo foram apreendidas, nas últimas horas, pela Polícia Militar, em ações nas cidades de João Pessoa, Monteiro e Sousa. Com essas, já são mais de 2…

Setembro Amarelo: Governo e municípios discutem prevenção do suicídio

O aposentado Sebastião Pereira, de 72 anos, foi um dos participantes do evento desta terça-feira (17), que teve como objetivo discutir a prevenção do suicídio e trazer experiências exitosas dos…