A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou nesta terça-feira (10) uma Audiência Pública para debater a situação dos intérpretes de Libras no estado. Além de profissionais, a reunião contou com a presença dos deputados Raniery Paulino, Daniella Ribeiro, Estela Bezerra e Renato Gadelha.

 

Também prestigiaram o evento representantes da Associação dos Deficientes Físicos (Asdef), do Governo do Estado, da Universidade Federal da Paraíba, do Intituto Federal de Educação (IFPB). A Audiência ocorreu no âmbito da Comissão de Direitos Humanos e Minoria.

Para o deputado Raniery Paulino, os intérpretes de libras desempenham um papel importante na inclusão das pessoas com deficiência na sociedade. “Esses profissionais executam um papel ímpar pois promovem um elo de comunicação muito importante entre as pessoas com deficiência auditiva e a sociedade”, ressaltou.

O parlamentar disse ainda que é importante manter o debate sobre a inserção no mercado de trabalho desses profissionais e a garantia desses espaços, tanto na esfera governamental como não governamental.

 

A deputada Daniella Ribeiro também destacou a importância de discutir o assunto na Assembleia Legislativa. “Juntos vamos trabalhar por leis e políticas públicas para podermos organizar uma força-tarefa e garantir direitos a essa categoria”, disse.

 

O presidente do Sindicato dos Tradutores de Libras do Estado da Paraíba, Rafael Monteiro, revelou que existem mais de 200 intépretes de libras na Paraíba, que muitas vezes trabalham como prestadores de serviço por não terem garantias na área.

 

Já Normando Viturino, gerente executivo da Asdef, destacou a importância da profissão e o trabalho cansativo de quem executa esse serviço. Destacou ainda a importância de um acordo coletivo para regulamentar que questões relativas aos profissionais fiquem respaldadas.

 

A profissão de tradutor intérprete de libras foi reconhecida em 2010 através da lei federal 10.319. A Assembleia Legislativa do Estado já produziu mais de 50 leis que beneficiam pessoas com deficiência.

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PMJP discute fim do estacionamento na orla de Cabo Branco

O fim do estacionamento na orla de Cabo Branco, em João Pessoa, Capital da Paraíba, começa a ser estudado pela prefeitura da Capital. A confirmação foi feita pelo prefeito da…

PM apreende arma e drogas durante ação entre Bayeux e JP

A Polícia Militar apreendeu um revólver, porções de maconha, crack, cocaína, comprimidos entorpecentes, dinheiro e 30 carteiras de cigarro contrabandeado, durante uma ação policial realizada, na noite dessa segunda-feira (11),…