Foto: Assessoria / ALPB

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta quinta-feira (17), audiência pública para discutir ações de incentivo, estrutura e segurança para a prática do ciclismo no estado. Proposta pelo deputado Ricardo Barbosa, a audiência reuniu grupos de ciclistas e especialistas em trânsito, que apresentaram sugestões e reivindicações para tornar o uso da bicicleta seguro, seja como transporte, esporte ou lazer.

O presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino, parabenizou o deputado Ricardo Barbosa pelo debate proposto à Casa de Epitácio Pessoa e demonstrou preocupação com a integridade física dos ciclistas. “Recentemente li notícias sobre a prática do ciclismo que custei a duvidar da veracidade. Índices apontam que a prática do ciclismo se tornou mais perigosa que a prática das Artes Marciais Mistas (MMA). Isso, de certa forma, é um absurdo, porque é um esporte que dá saúde, que dá qualidade de vida aos cidadãos, mas, infelizmente, por fatores estranhos ao ciclismo, as pessoas estão morrendo no trânsito e é por isso que precisamos de debates como este”, destacou Galdino.

Autor de matérias que, além de incentivar o uso da bicicleta como atividade saudável, visam garantir espaços e segurança aos praticantes do ciclismo, o deputado Ricardo Barbosa explicou que a audiência visou interferir de forma consciente na mobilidade urbana das cidades, criando ações e legislação que possam preservar a integridade física do ciclista e dar segurança aos que usam a bicicleta para o seu lazer.

Foto: Assessoria / ALPB

“Andar de bicicleta deixou de ser uma prática do final de semana, de passeios em feriados e um simples meio de transporte no meio rural. Atualmente, a bicicleta transformou-se num veículo de locomoção de massa e é uma tendência mundial nos países europeus, na América do Norte e demais países. A bicicleta tem crescido mais como veículo de transporte do que os veículos convencionais como carros e motos”, avaliou o deputado.

Preocupado com o aumento do número de acidentes e, consequentemente, de óbitos envolvendo ciclistas, Ricardo ressaltou que é dever da Casa reunir todos os agentes responsáveis pelo tema, a exemplo de representantes de associações de ciclistas, diretores de federações, grupos de ciclistas, gestores municipais e especialistas em trânsito, para que, a partir do debate, sejam elaboradas medidas para preservar e assegurar o ciclismo cidadão. “Cresceu o número de acidentes, cresceu o número de assaltos e cresceu a utilização da bicicleta, então precisamos adequar o estado da Paraíba, a capital João Pessoa, a essa nova realidade”, pontuou Ricardo.

O presidente da Federação Paraibana de Ciclismo, Valdemar Medeiros, disse que é essencial que a mobilidade urbana, principalmente, em relação à prática do ciclismo como esporte seja debatida na Assembleia. Medeiros apresentou proposta para transformar a federação – que hoje se limita apenas à organização de competições – numa entidade pública, de forma a que ela possa ter uma representatividade maior junto à sociedade para que, desta forma, possa dedicar-se melhor a fortalecer a prática. “O direito de ir e vir de todos, inclusive de quem pratica esporte, é assegurado pela Constituição Federal. Estamos preparando os nossos futuros atletas olímpicos. Os jogos escolares tem sido uma boa fonte de revelação de talentos para o nosso esporte”, pontuou.

Para os ciclistas presentes no evento, o debate proposto pela Assembleia é um importante instrumento de fomento e divulgação do esporte. Walmir Pedro, representante do grupo “Amigos do Pedal”, do bairro Ernesto Geisel, em João Pessoa, destaca o ciclismo como atividade importante para a saúde. Já Ronaldo Ivan, representante do grupo Santa Rita Bike Clube, reivindicou a construção de uma ciclovia na rodovia PB-004, que liga aquele município a Bayeux. “Aquele trecho é caótico. Não tem segurança e não há acostamento. Nós, ciclistas, enfrentamos muitas situações de perigo naquele trecho”, disse.

Na oportunidade, o deputado Ricardo Barbosa solicitou, através de requerimento, ao Departamento de Estradas de Rodagens (DER), que sejam realizados estudos técnicos com o objetivo de viabilizar a implantação de uma faixa  de ciclovia naquela rodovia, compreendendo um trecho de 5km. O comandante do Batalhão Policial de Transito da Paraíba, tenente-coronel Jussier Pereira, apresentou aos participantes as ações que estão sendo implantadas pela Polícia Militar, no intuito de garantir a segurança da prática e a integridade física dos ciclistas.

“Nós temos fiscalizado o trânsito, garantindo a mobilidade humana de forma que todos tenham segurança. O ciclismo tem aumentado em João Pessoa e por isso temos intensificado a fiscalização para também garantir os direitos dos ciclistas nas faixas privativas. Trabalhamos em parcerias com associações, além de ciclistas da própria polícia que contribuem para que a gente saiba onde está ocorrendo problemas para que possamos solucionar”, argumentou o coronel.

Para dar mais segurança aos ciclistas da Capital, após ouvir suas demandas, o deputado Ricardo Barbosa elaborou Requerimento de Solicitação, endereçado ao Governo da Paraíba e ao Comando Geral da Polícia Militar, afim de que seja instalado um posto de polícia nas imediações do acesso à Praia da Penha, localizado na PB-008, que é o trecho de maior circulação de ciclistas da região metropolitana de João Pessoa.

De acordo com superintendente-adjunto da Semob-JP, Wallace Massini, o órgão tem trabalhado intensamente em prol dos ciclistas na Capital, através das requalificações das avenidas e implantação de espaços para a prática do ciclismo, a exemplo da conclusão da ciclofaixa que se estende por toda a orla de Manaíra e as avenidas Beira Rio e Pedro II. “Também temos realizado estudos para expandir essas ciclovias. Implantamos na Orla de Manaíra, onde não havia segurança. Agora, vamos implantar a ciclofaixa da Avenida Pedro Segundo, interligando com a Beira Rio, entre outras”, garantiu Massine.

Também participaram da audiência pública os deputados Edmilson Soares e Wilson Filho; o defensor público-geral, Ricardo Barros; o gerente executivo de Transporte do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), Fleming Cabral; o comandante da Companhia de Policiamento Militar Turístico, major Bruno Rodrigues; o secretário da Juventude, Esporte e Recreação da Prefeitura Municipal de João Pessoa, Emano Santos; o presidente da Associação dos Ciclistas da Paraíba, Paulo Pereira; o presidente da Federação de Triathlon da Paraíba, Romero Dantas Maia; além de integrantes de grupos de ciclistas de toda a Região Metropolitana de João Pessoa.

Assessoria
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João Azevêdo consegue US$ 118 milhões de investimentos para Paraíba

O governador João Azevêdo assegurou a disponibilização de recursos na ordem de US$ 118 milhões do Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (Fida) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID),…

Veja quem são os alvos dos mandados de prisão na Operação Recidiva 4

Mais uma operação da Polícia Federal foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (20), na Paraíba. De acordo com as primeiras informações, estão sendo cumpridos cinco mandados de prisão preventiva, 15…