Por pbagora.com.br

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) deve receber, no próximo mês de março, o acervo do artista paraibano Sivuca. Doado pela compositora e viúva do maestro, Glória Gadelha, o material está sendo inventariado e fará parte do Memorial Mestre Sivuca, espaço que será construído no campus I da Universidade, em João Pessoa.

Nesta quarta-feira (10) o Reitor Valdiney Gouveia recebeu uma visita de cortesia de Glória Gadelha, que estava acompanhada do músico e estudioso da obra de Sivuca, Lucas Carvalho, e da Profa. Julianne Teixeira,  do Departamento de Ciência da Informação da UFPB, coordenadora do Memorial que funcionará em um centro cultural que será instalado em frente à Reitoria.

“Saí com uma nova alma daqui porque o reitor está entusiasmado. Vamos ter um avanço para a construção desse memorial”, declarou a viúva de Sivuca, após reunião na Reitoria da Universidade.

De acordo com a Profa. Julianne Teixeira, a doação à Universidade ainda será formalizada, após passar pelo Conselho Universitário e pelo Conselho Curador da Instituição. Enquanto a obra não fica pronta, o acervo – que inclui, por exemplo, partituras, instrumentos e troféus – será abrigado no Arquivo Central da UFPB e será disponibilizado em plataformas digitais que serão criadas, com o apoio da Superintendência de Tecnologia da Informação da UFPB (STI).

“Vamos começar o memorial de forma virtual, até que fique pronta a parte física. A viúva está doando um acervo valiosíssimo de Sivuca, guardado durante todos esses anos. O memorial é uma oportunidade de difundir o legado desse artista tão importante”, destacou Julianne Teixeira.

O Reitor da UFPB, Prof. Valdiney Gouveia, disse que inicialmente o acervo irá para o Arquivo Central, mas que o foco central é leva-lo para o prédio do centro cultural, que está sendo construído diante da Reitoria.

Prof. Valdiney lembrou que toda essa riqueza de material transcende a Paraíba, estende-se ao Brasil e ao mundo. “Sivuca não é só de Itabaiana, não é só da Paraíba ou do Brasil, Sivuca é do mundo. É uma obra ímpar, um grande nome, o Sivuca é eterno. Então ter na UFPB a possibilidade de contar com esse acervo doado é muito importante, porque faz com que se perceba a UFPB conectada com a cultura”, explicou o Reitor.

A UFPB e o Governo do Estado têm uma parceria para construção do Memorial Mestre Sivuca na Universidade. “Breve, esperamos conversar com o governador da Paraíba, João Azevêdo, para que possamos efetivamente dar início às obras e que tenhamos uma homenagem justa a esse grande nome, para que as pessoas saibam o que ele fez, quais as contribuições, todo o trabalho dele”, completou o Prof. Valdiney Gouveia.

Para o músico Lucas Carvalho, a UFPB, onde Sivuca foi homenageado, em 1999, com o título de Doutor Honoris Causa, é o melhor lugar para preservar essa memória do artista paraibano, que faleceu no ano de 2006 vítima de câncer. “A universidade tem um Departamento de Música que é referência no Nordeste e é realmente o espaço ideal para o memorial se instalar”.

PB Agora

Notícias relacionadas

VÍDEO: prefeita de Bayeux inova, denuncia a própria gestão e apela para que secretário siga sua ordem

A prefeita de Bayeux, Luciene de Fofinho (PDT), inovou ao denunciar a sua própria gestão nas redes sociais. Em vídeo gravado pela equipe da prefeita e publicado em suas redes…

Prefeito e vice-prefeito de Cabedelo lamentam morte de secretário da Defesa Civil; cidade terá luto de 3 dias

A Prefeitura Municipal de Cabedelo decretou luto oficial de 3 dias pela morte do secretário de Defesa Civil do município, Fernando Macedo. Macedo faleceu na manhã desta segunda-feira (8), vítima…