Por pbagora.com.br

O abastecimento de bebida para o São João de Campina Grande pode ser comprometido por conta da greve dos caminhoneiros que já está no 9º dia em todo o país.

A informação foi confirmada pelo presidente da Associação de Comerciantes do Maior São João do Mundo, Lucinei Cavalcanti que revelou que não há prazo da chegada das bebidas e, por isso, os cardápios que precisam ser impressos e expostos nas barracas ainda não estão prontos.

Outros equipamentos como mesas e freezers, também não foram recebidos.

Outra preocupação é com o prazo que os comerciantes têm de levar os materiais para dentro do Parque do Povo, que foi estabelecido até esta quarta-feira (30), mas, segundo Lucinei, não há fretes suficientes com serviços disponíveis na cidade, por isso eles estão solicitando à empresa que o prazo seja estendido até esta sexta-feira (01).

O presidente afirma ainda que a paralisação também está provocando o aumento no preço dos produtos. Ele relata que um saquinho de gelo, por exemplo, vai estar sendo vendido no local por R$ 5, um valor que ele considera alto em relação ao preço do produto no evento do ano passado.

Lucinei Cavalcanti revelou ainda que um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), foi assinado entre MP-Procon, empresa realizadora da festa e Associação dos Comerciantes para que não seja praticado valores abusivos dos produtos para os clientes.

A abertura do São João de Campina Grande será realizada nesta sexta-feira (01).

PB Agora com G1

Notícias relacionadas

Chove 150 milímetros em 24h, em João Pessoa, confirma Defesa Civil

Nesta quinta-feira, dia 13, já choveu 150 milímetros na capital, somente nas últimas 24 horas, de acordo com o secretário executivo da Defesa Civil de João Pessoa, coronel Kelson Chaves,…

PMCG divulga relação de casais confirmados para o Casamento Coletivo 2021

A Prefeitura Municipal de Campina Grande, por meio da Secretaria de Cultura, anuncia os 20 casais selecionados para o Casamento Coletivo – “Edição Superação”, que entregaram toda a documentação em…