Será lançada nesta segunda-feira (25), no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça, em João Pessoa, a campanha ’16 Dias de Ativismo’, que tem como objetivo a promoção de uma série de eventos e ações pelo fim da violência contra a mulher, no Estado. A série de eventos foi idealizada pelo Núcleo de Gênero do Ministério Público da Paraíba (MPPB), juntamente com o Tribunal de Justiça, a Defensoria Pública, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/PB), as secretarias de Estado da Mulher (Semdh) e da Segurança e Defesa Social (Seds), as prefeituras de João Pessoa e Campina Grande e outros parceiros que formam a Rede Estadual de Atenção às Mulheres em Situação de Violência (Reamcav).

De acordo com o coordenador do Núcleo de Gênero, procurador de Justiça Valberto Lira, a campanha será realizada até 10 de dezembro (Dia Internacional dos Direitos Humanos) com o objetivo de elaborar um calendário unificado das ações e políticas de todos os órgãos que integram a rede de atenção à mulher no Estado da Paraíba. “Queremos destacar que essa é uma luta de toda a sociedade. Não se pode ficar omisso diante de qualquer tipo ou ato de violência praticado contra uma mulher. É preciso denunciar e é preciso também que a vítima saiba que não está só e que deve e pode pedir ajuda”, destacou.

Durante os 16 dias de ativismo serão discutidas questões como violência sexual e cultura do estupro; violência obstétrica; feminicídio; violências doméstica, psicológica, institucional, simbólica e patrimonial; namoro abusivo (com foco no público adolescente); violência contra mulheres idosas, negras, que vivem no campo e que estejam cumprindo pena em instituições prisionais; assédio e importunação sexual, entre outros.

Programação

O calendário de ações conjuntas será lançado hoje (‘Dia Laranja’), no auditório do MPPB, às 9h. Às 13h30, será realizada, no Fórum Criminal de João Pessoa, a abertura da ‘Semana pela paz em casa’. A programação prevê, ao longo dos 16 dias, panfletagens em municípios da Paraíba, a realização de sarau poético, reuniões com o Movimento de Mulheres da Paraíba e com lideranças religiosas, caminhada, blitze educativas em bares e boates para tratar do assunto e campanha em condomínios residenciais.

No dia 6 de dezembro, às 9h30, será realizada na Assembleia Legislativa uma audiência pública sobre a temática. O evento será marcado como o ‘Dia do Laço Branco’, pois será exposto um painel que deverá ser preenchido com a assinatura de homens compromissados com a luta pelo fim da violência contra a mulher. A campanha também será realizada, durante todo o período, nas redes sociais, com a divulgação dos serviços de disque-denúncias 123, 180, 190 e 197.

Calendário

– 25/11:  às 9h, auditório da Procuradoria-Geral de Justiça: Abertura do calendário de ações;
Às 13h30, Fórum Criminal de João Pessoa e no Juizado da Violência Doméstica de Campina Grande: Abertura da “Semana Pela Paz em Casa”;
– 26/11: às 9h, na OAB, reunião com Movimento de Mulheres;
à tarde, Fórum de Enfrentamento à Violência contra Mulheres Negras
– 27/11: Panfletagem em Campina Grande;
– 29/11: às 16h, no Hotel Globo, Sarau Poético;
– 30/11: às 8h, na Faculdade Três Marias: seminário da OAB
– 02/12: às 14h, na Sala de Sessões do MPPB, reunião com lideranças religiosas;
– 06/12: às 9h30, na Assembleia Legislativa do Estado, audiência pública ‘Dia do Laço Branco’, homens pelo fim da violência contra as mulheres;
-às 19h, blitzen educativas;
– 08/12: Caminhada Global da ONU e panfletagem;
– 10/12: das 8h às 12h, no auditório da Sinduscon, lançamento da campanha “Violência contra a Mulher, aqui não”, para condomínios residenciais.

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

GKay se pronuncia sobre morte de empresário após a sua festa

A atriz e influencer paraibana Gessica Kayane se pronunciou sobre a morte do empresário Evandy Melo, que morreu após sair da sua festa,a Farofa da GKay, perder o controle do…

Matrículas da rede municipal de CG vão até dia 27 de dezembro

A Secretaria de Educação de Campina Grande (Seduc) inicia nesta sexta-feira, 06, as matrículas para alunos novatos e veteranos do Sistema Municipal de Ensino. Para os alunos veteranos as matrículas…